Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/2197
Tipo do documento: Dissertação
Title: Polos e áreas de influência: uma proposta de regionalização econômica para o estado do Paraná
Other Titles: Poles and influence areas: a proposal for economic regionalization for the State of Paraná, Brazil
Autor: Gotardo, Daiane Marani 
Primeiro orientador: Staduto, Jefferson Andronio Ramundo
Primeiro membro da banca: Parré, José Luiz
Segundo membro da banca: Lima, Jandir Ferrera de
Terceiro membro da banca: Piffer, Moacir
Resumo: As desigualdades regionais não ocorrem apenas entre as grandes regiões brasileiras, mas são também característica comum entre os estados de uma mesma macrorregião, assim como é comum se falar em desigualdades regionais até mesmo dentro de um estado. No estado do Paraná, o qual em relação aos demais estados brasileiros ocupa uma posição de destaque quanto ao desenvolvimento socioeconômico, regionalmente grandes desigualdades são verificadas. Diante desse quadro de elevadas desigualdades, as análises regionais se mostram importantes, dado que as diferenças entre as regiões são as questões principais sobre os estudos econômicos regionais. Tais análises geralmente são realizadas considerando a tradicional divisão do espaço estabelecida pelo IBGE. No entanto, o uso dessa regionalização pode ser inadequado para distinguir uma região qualquer de outra que deva ser necessariamente tomada em consideração na concepção de estratégias de desenvolvimento econômico. Nesse sentido, o presente estudo realiza uma proposta de regionalização em termos estritamente econômicos para o estado do Paraná, que garanta a coerência das análises, ações, medidas e usos dos instrumentos de política econômica sugeridos pelos planejadores regionais. Essa regionalização se dá a partir da identificação de polos econômicos e suas áreas de influência, de modo que a mensuração da intensidade de interações entre esses pontos é essencial para a delimitação de regiões econômicas. Os polos econômicos são definidos a nível mesorregional, e a unidade de análise são os municípios do estado. A análise é operacionalizada pelo Modelo Gravitacional, que utiliza massa e distância para calcular o grau de interação entre dois pontos no espaço. Através do modelo gravitacional, respeitando a contiguidade entre as áreas, e utilizando a experiência de outros trabalhos, pode-se delimitar regiões econômicas para o Paraná, as quais se mostraram diferentes dos recortes regionais tradicionais.
Abstract: Regional inequalities do not occur only among large Brazilian regions, but are also common feature among the States in the same macro-region, thus, it is common to talk about regional differences even within the same State. The State of Paraná occupies a prominent position on the socio-economic development compared to other Brazilian States; however, it shows great regional inequalities. Considering this situation of high inequality, regional analyzes are important because the differences among the regions are the main issues on regional economic studies. Such analyzes are usually carried out considering the traditional division of space established by the Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (Brazilian Institute of Geography and Statistics). However, the use of this regionalization can be inadequate to distinguish one region to any other, which must necessarily be taken into account in the design of economic development strategies. In this sense, this study makes a proposal for regionalization in strictly economic terms for the State of Paraná for ensuring the consistency of analyzes, actions, measures, and uses of economic policy instruments suggested by regional planners. This regionalization takes place considering the identification of economic centers and their areas of influence, so that the measurement of the interactions intensity among these points is essential to the delimitation of economic regions. The economic centers are set to meso-regional level and the State's municipalities are the units for analysis. The analysis is operationalized by the Gravitational Model, which uses "mass" and distance to calculate the interaction degree between two points in space. Through the Gravitational Model, respecting the contiguity among the areas and using the experience of other studies, economic regions could be delimited to Paraná State, which showed to be different from traditional regional sections.
Keywords: Desenvolvimento regional - Paraná
Paraná - Condições econômicas
Disparidades regionais
Espaço em economia
Regionalização econômica
Polos
Modelo gravitacional
Interação econômica
Economic regionalization
Poles
Gravitational model
Economic interaction
CNPq areas: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA::ECONOMIA REGIONAL E URBANA::ECONOMIA REGIONAL
Idioma: por
País: BR
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Parana
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Desenvolvimento regional e do Agronegócio
Program: Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Desenvolvimento Regional e Agronegócio
Citation: GOTARDO, Daiane Marani. Poles and influence areas: a proposal for economic regionalization for the State of Paraná, Brazil. 2015. 137 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento regional e do Agronegócio) - Universidade Estadual do Oeste do Parana, Toledo, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br:8080/tede/handle/tede/2197
Issue Date: 28-Aug-2015
Appears in Collections:Mestrado em Desenvolvimento Regional e Agronegócio (TOL)

Files in This Item:
File SizeFormat 
Daiane Marani Gotardo.pdf4.92 MBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.