Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/2189
Tipo do documento: Dissertação
Title: Estruturas de governança na agroindústria canavieira paranaense: uma análise sob a ótica da Nova Economia Institucional
Other Titles: Governance structures in the sugarcane agroindustry of Paraná state: an analysis from the perspective of New Institutional Economics
Autor: Tomé, Luiz Henrique Paloschi 
Primeiro orientador: Schmidt, Carla Maria
Primeiro membro da banca: Shikida, Pery Francisco Assis
Segundo membro da banca: Souza, José Paulo de
Resumo: Tendo em vista as complexas relações econômicas entre os agentes que compõem os Sistemas Agroindustriais (SAG s) e a histórica importância do setor canavieiro nacional, bem como, a representatividade do estado do Paraná no setor, o objetivo desta pesquisa foi analisar os fatores que influenciam a escolha das estruturas de governança na agroindústria canavieira paranaense. Para tanto, foram analisadas, sob a ótica da Nova Economia Institucional (NEI), as características das transações, dos agentes e dos ambientes organizacional e institucional em que estão inseridas as agroindústrias processadoras de cana-de-açúcar objeto de estudo. A pesquisa foi de caráter qualitativo, uma vez que visou aprofundar o conhecimento a respeito das transações e das estruturas de governança específicas de cada agroindústria, bem como, identificar os fatores influenciadores das estruturas de governança adotadas. Foi aplicado um estudo com duas agroindústrias canavieiras paranaenses denominadas aqui como Alfa e Beta. A coleta de dados se deu por meio de entrevistas e correspondência eletrônica com representantes das agroindústrias e da Associação de Produtores de Bioenergia do Estado do Paraná (ALCOPAR), pesquisa bibliográfica e a análise de documentos. Os resultados mostraram que os efeitos das transformações institucionais e do ambiente organizacional sobre as escolhas das agroindústrias foram os mesmos para as duas agroindústrias, resultado esperado já que as empresas analisadas fazem parte do mesmo mercado, setor econômico, ambientes institucional e organizacional, e estão localizadas no mesmo Estado. Observou-se que as modificações no ambiente institucional impactaram diretamente as formas de se transacionar e o posicionamento estratégico das empresas, além disso, também foram confirmadas ações voltadas à modificação do ambiente institucional pelas agroindústrias, com representantes em todas as esferas de governo para a defesa dos interesses do setor. Evidenciou-se que o ambiente organizacional é bem estruturado no SAG da cana-de-açúcar paranaense e fundamental para a elevação da eficiência logística do mesmo. De maneira geral, considerando as transações analisadas nos elos T2 e T3, a Agroindústria Alfa opta mais pela integração vertical e pela contratação direta, enquanto a Agroindústria Beta escolhe na maioria dos casos a contratação e a cooperação. No que tange as influências das características das transações e dos agentes, a incerteza e a racionalidade limitada foram os fatores mais relevantes nas escolhas das estruturas de governança pela Alfa, para a Beta foi a ideologia cooperativa (cooperativismo). Assim, das variáveis estudadas pela NEI, a especificidade dos ativos, a frequência e a incerteza foram as que mais demonstraram influenciar as escolhas das estruturas de governança das agroindústrias analisadas, principalmente em relação ao fornecimento de matéria-prima; a reputação teve uma influência discreta; e, o oportunismo não foi constatado. Por fim, observou-se que há uma comprovação empírica da maioria dos pontos teóricos apontados pela NEI para explicar as escolhas das estruturas de governança.
Abstract: Given the complex economic relations between the agents that comprise the Agribusiness Systems (SAG's) and the historical importance of national sugarcane sector, as well as the representation of Paraná State in the sector, the objective of this research was to analyze the factors influencing the choice of governance structures in the sugarcane agroindustry in Paraná. Thus, we analyzed from the perspective of New Institutional Economics (NIE) and Transaction Cost Economics (TCE), the characteristics of transactions, agents and organizational and institutional environments in which they operate the processing of sugarcane agro industries object of study. The research was qualitative, since it aimed to increase knowledge about transactions and the specific governance structures of each agribusiness, and to identify the factors that influence the contractual forms adopted. It was applied one multi case study in two called Paraná sugarcane agro industries Alfa and Beta. Data collection occurred through interviews and electronic correspondence with representatives of agro industries and the State of Paraná Bioenergy Producers Association (ALCOPAR), bibliographical research and document analysis. The results showed that the effects of institutional changes and the organizational environment on the choices of agro industries were the same for both agro industries, as expected since the analyzed companies are part of the same market, economic sector, institutional and organizational environments, and are located in the same state. It was observed that the changes in the institutional environment directly affected the ways to transact and the strategic positioning of companies, in addition, were also confirmed actions to change the institutional environment for agribusiness, with representatives in all spheres of government to the defense the sector's interests. It was evident that the organizational environment is well structured in SAG's sugarcane of Paraná and fundamental for raising the logistic efficiency of it. Regarding the influence of the characteristics of the transactions and the agents, uncertainty and bounded rationality were the most relevant factors in the choice of governance structures by Alfa, Beta was for the cooperative ideology (cooperative). Thus, the variables studied by NIE, asset specificity, frequency and uncertainty were the most shown to influence the choices of the analyzed agro industries governance structures, especially in relation to the supply of raw materials; reputation had a slight influence; and opportunism was not found. Finally, it was observed that there is empirical evidence of most theoretical points raised by the NIE to explain the choices of contractual forms.
Keywords: Açúcar - Comercio
Governança corporativa
Economia institucional
Custos de transação
Contratos
Agroindústria canavieira
Estruturas de governança
Transaction costs
Contracts
Sugarcane Agro Industry
Governance structures
CNPq areas: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA::ECONOMIAS AGRARIA E DOS RECURSOS NATURAIS::ECONOMIA AGRARIA
Idioma: por
País: BR
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Parana
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Desenvolvimento regional e do Agronegócio
Program: Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Desenvolvimento Regional e Agronegócio
Citation: TOMÉ, Luiz Henrique Paloschi. Governance structures in the sugarcane agroindustry of Paraná state: an analysis from the perspective of New Institutional Economics. 2015. 129 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento regional e do Agronegócio) - Universidade Estadual do Oeste do Parana, Toledo, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br:8080/tede/handle/tede/2189
Issue Date: 26-Feb-2015
Appears in Collections:Mestrado em Desenvolvimento Regional e Agronegócio (TOL)

Files in This Item:
File SizeFormat 
Luiz H Paloschi Tome.pdf2.63 MBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.