Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/2136
Tipo do documento: Dissertação
Title: Virtù: a lógica da ação em Maquiavel
Other Titles: Virtù: the logical of action in Maquiavel
Autor: Poyer, Carlos Nilton 
Primeiro orientador: Ames, José Luiz
Primeiro membro da banca: Martins, José Antônio
Segundo membro da banca: Pancera, Carlo Gabriel Kszan
Resumo: A questão que norteia esta dissertação é demonstrar como o autor florentino recebe a ideia de virtude e a conforma para seu tempo: a virtù passa a designar a capacidade de transformar, pelo conhecimento e ação, a realidade política em vista de determinados objetivos políticos tanto por meio de ações individuais sob um principado quanto por meio dos cidadãos sob uma república. Maquiavel procede em seus argumentos indicando que agir com virtù designa a capacidade, inteligência e sagacidade daqueles que governam para conformar a realidade aos seus objetivos. Para tanto, situa a virtù enquanto ação política excepcional e a distingue em dois momentos: a virtù e conquista da glória, grupo ao qual pertencem os homens excelentes, os fundadores, cujas ordens e instituições permanecem; e a virtù e conquista do poder, grupo ao qual pertencem os excelentes capitães que, embora possuidores de virtù, têm suas ações marcadas pela não permanência, de sorte que tão logo deixam o quadro da história, suas ordens e instituições também deixam o quadro da história. Maquiavel, ao trilhar o caminho conexo às ações dos grandes homens, apresenta o enfrentamento entre virtù e fortuna sentenciando: para que nosso livre arbítrio não seja extinto, a fortuna precisa ser árbitra da metade das nossas ações, ainda nos deixando governar a outra metade, ou quase. O resultado pretendido é o de demonstrar que, diante da iminente necessidade de alcançar a virtù, Maquiavel indica que o caminho a ser percorrido é o do processo educativo através da educação cívica. Demonstra que, para conformar o cidadão, é necessário evidenciar a diferença existente entre o bom cidadão e o homem bom, sendo que sua conformação só se dará por meio da educação, em que as ferramentas pedagógicas são a estrutura militar e a estrutura religiosa. Ao considerar os meios educacionais em seus dias, Maquiavel afirma que há uma educação fraca e promotora do ócio e da licenciosidade. Para suplantar o ócio e a licenciosidade, Maquiavel recorre aos exemplos do passado que, pela educação e pela virtù, com auxílio da estrutura militar e religiosa, proporcionaram uma formação cidadã. Demonstra ainda que, para a conformação do homem cívico, a coragem, o patriotismo e a disponibilidade de se sacrificar pelo bem comum são concretizadas pela educação. Igualmente, que a conformação à virtù se dá por meio da educação do homem, da recorrência aos bons costumes, do desejo de liberdade, tornando-se imprescindíveis no combate à degradação do agir político, isto é, da corrupção.
Abstract: The question that guides this dissertation is to demonstrate how the Florentine author gets the idea of virtue and conforms It to his time: the virtù then disegnates as the ability to transform, through knowlegde and action, the political reality in accordin to certain political goals both through individual actions, under a principality as through citizens in a republic. Machiavelli proceeds with his arguments indicating that acting with virtù means the capacity, intelligence and sagacity, of those who govern to conform reality to their goals. Therefore, while situates virtú as exceptional and distinguished political action in two moments: virtù the conquest of glory, the group which the great men, the founders belong, whose orders and institutions remain, virtù and the conquest of power group, to which the great captains belong who, although bearing virtù, had their actions marked by the abscence, so that as soon as they leave the framework of the story, their orders and institutions do the same the framework of the story. Machiavelli, following the path related to the actions of great men, presents the confrontation between virtù and wealth sentencing: for that our free cont be extinct, the wealth means to be the arbiter of half our actions, leaving us to rule the other half, or so. The intended result is to show that, given the imminent need to achieve virtù Machiavelli indicates the path to be followed is that of the educational process through civic education. It Demonstrates that to conform the citizen, it is necessary to highlight the difference between the good citizen and the good man, and his conformation will only occur through education, where pedagogic tools are the military structure and religious structure. When considering the educational means at his time, Machiavelli asserts that there is a weak education and promoter of idleness and licentiousness. To overcome idleness and licentiousness, Machiavelli draws on examples from the past that, by education and virtù, with the help of the military and religious atructures provided a citizen formation. It also demonstrates that, for conformation of the civic man, courage patriotism and willing for sacrifice for the common good are achieved by education. Inaddition the conformation of the virtù is acquired education of man, the recurrence of morality, the desire for freedom, becoming indispensable in combating degradation of political action, that is, the corruption.
Keywords: Virtù
Educação cidadã
Ação política
Machiavelli
Virtù
Citizen education
Political action
CNPq areas: CIENCIAS HUMANAS::FILOSOFIA
Idioma: por
País: BR
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Parana
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Ciências Humanas e Sociais
Program: Programa de Pós-Graduação em Filosofia
Campun: Toledo
Citation: POYER, Carlos Nilton. Virtù: a lógica da ação em Maquiavel. 2013. 113 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Estadual do Oeste do Parana, Toledo, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br:8080/tede/handle/tede/2136
Issue Date: 8-Feb-2013
Appears in Collections:Mestrado em Filosofia (TOL)

Files in This Item:
File SizeFormat 
Carlos Nilton Poyer.pdf835.84 kBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.