Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/2113
Tipo do documento: Dissertação
Title: O conceito de stato de Maquiavel: elementos constitutivos da modernidade estatal
Other Titles: The concept of stato in Maquieavel: constituent elements of modern state
Autor: Benetti, Fabiana de Jesus 
Primeiro orientador: Ames, José Luiz
Primeiro membro da banca: Pancera, Carlo Gabriel Kszan
Segundo membro da banca: Adverse, Helton Machado
Resumo: Maquiavel escreve suas obras políticas utilizando-se de termos para os quais não oferece uma sistematização conceitual. Dentre eles destacamos o vocábulo stato. O estudo acerca deste vocábulo permite observar a diversidade conceitual deixada pelo autor, uma multiplicidade de usos sem uma definição precisa que permita compreender cabalmente o termo. Diante das pesquisas realizadas sobre o significado do stato e da quantidade de vezes que ele aparece no Príncipe, pode-se afirmar que este escrito é a obra do stato complexo em Maquiavel. A palavra é encontrada 116 vezes e o termo é utilizado em acepções diferentes, em sentidos complexos e polissêmicos (este dado não limitará nossa pesquisa à referida obra, mas certamente ela receberá uma atenção maior). A dificuldade em se encontrar um sentido preciso e único da palavra é compreensível quando se considera que no Renascimento o termo passava por uma transformação. A significação de stato, que antes correspondia a status e dizia respeito a uma posição ou condição, transitava para a concepção Moderna do termo, diferenciada de todas as formas existentes anteriormente por elementos como a unidade, a organização de acordo com uma constituição e o poder soberano que lhe confere uma esfera de atuação própria, independente de qualquer outro poder. É por conta disto que encontramos nos escritos de Maquiavel significações podendo envolver a noção de poder, território, governo ou até mesmo de Estado no sentido moderno. Este trabalho tem como objetivo demonstrar alguns indícios desta transição nos escritos do florentino. A partir do confronto de elementos que caracterizam o termo stato em Maquiavel e elementos característicos da noção de Estado moderno, procuraremos demonstrar que, embora Maquiavel não empregue o termo na plenitude de sentido deste último, em sua teoria política há determinadas noções próximas da compreensão Moderna de Estado.
Abstract: Machiavelli wrote his political works using the terms for which does not offer a conceptual systematization. Among them we highlight the word stato. The study about this word allows observing the conceptual diversity left by the author, a multiplicity of uses without a precise definition that allows completely understand the term. Given the research on the significance of stato and the number of times it appears in Prince, we can affirm that this work is the work of complex stato in Machiavelli. The word is found 116 times and the term is used in different meanings, in complex and polysemic meanings (this datum will not limit our search to the referred work, but it certainly will receive greater attention). The difficulty in finding a single and precise meaning of the word is understandable when it is considered that in the Renaissance the term was undergoing a transformation. The significance of stato, which previously corresponded to status and concerned a position or condition, transitioned to the Modern conception of the term, distinguished from all previously existing forms of elements, such as unity, the organization in accordance with a constitution and the sovereign power which gives it an own sphere of action, independent of any other power. It is because of this that we find in the writings of Machiavelli meanings may involve the notion of power, territory, government or even State in the modern sense. This thesis aims to demonstrate some evidence of this transition in the writings of the Florentine. From the confrontation of elements that characterize the term stato in Machiavelli and characteristic elements of the concept of the notion of the modern state, we will try to demonstrate that, although Machiavelli does not use the term in the full sense of the latter, in his political theory there are certain notions close to the Modern understanding of State.
Keywords: Maquiavel, Nicolau, 1469-1527 - Crítica e interpretação
Stato
Estado moderno
Soberania
Armas e leis
Filosofia moderna
Política
Filosofia italiana
Machiavelli
Modern state
Sovereignty
Guns and laws
CNPq areas: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::FILOSOFIA
Idioma: por
País: BR
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Parana
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Filosofia Moderna e Contemporânea
Program: Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Filosofia
Citation: BENETTI, Fabiana de Jesus. The concept of stato in Maquieavel: constituent elements of modern state. 2010. 107 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia Moderna e Contemporânea) - Universidade Estadual do Oeste do Parana, Toledo, 2010.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br:8080/tede/handle/tede/2113
Issue Date: 2-Dec-2010
Appears in Collections:Mestrado em Filosofia (TOL)

Files in This Item:
File SizeFormat 
Fabiana de Jesus Benetti.pdf430.07 kBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.