Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/2089
Tipo do documento: Dissertação
Title: A formação emancipatória em Adorno e a primazia provisória da resistência sobre a adaptação no contexto educativo
Other Titles: Emancipatory education in Adorno and the provisional primacy of resistance on adaptation in the educational context
Autor: Oliveira, Luana Aparecida de 
Primeiro orientador: Schütz, Rosalvo
Primeiro membro da banca: Dalbosco, Cláudio Almir
Segundo membro da banca: Batista, Maria Isabel Formoso Cardoso e Silva
Resumo: Esta dissertação pretende apresentar a concepção adorniana de educação e, a partir dela, realizar um confronto crítico com a de educação vigente. No capítulo intitulado A proposta adorniana de uma educação emancipatória e os pressupostos necessários para tal condição , veremos que para Theodor W. Adorno a educação somente tem sentido quando voltada para uma formação que seja emancipatória, no sentido de se tornar o lugar social da tematização do não-idêntico e de proporcionar experiências formativas capazes de contribuírem com o desenvolvimento autônomo e crítico dos indivíduos. Para tanto, há os pressupostos que, segundo nossa leitura do autor, são condições de possibilidade para que ocorra o processo emancipatório, sendo que um fator importante para esta formação, diz respeito à tensão entre a adaptação e a resistência. Porém, no capítulo Crítica à educação vigente a partir dos fundamentos filosóficos adornianos , é analisada a educação atual e constatado que por ela estar situada em uma sociedade capitalista, o conjunto de suas práticas pedagógicas reforça, em grande medida, a adaptação à realidade que se apresenta. Desta forma, podemos afirmar que neste contexto educativo não ocorre a tensão necessária para a formação emancipatória, uma vez que há o demasiado predomínio da adaptação sobre a resistência. A partir do referencial teórico de Adorno, são elencados alguns elementos que contribuem para o fortalecimento unilateral do polo adaptativo na formação, a saber, a barbárie por meio do ensino pela dureza, isto é, pela repressão e pelo medo, a razão instrumental e a indústria cultural. Do conjunto destes elementos resulta o modelo ideológico da semiformação, ou seja, a deformação da formação. Por fim, diante dessa problemática, uma possível alternativa é elaborada no capítulo A primazia provisória da resistência no contexto educativo , sendo defendido que a esfera educacional possui o compromisso social de priorizar a resistência. Assim, o objetivo é indicar as condições de possibilidade da educação fomentar as várias formas de resistência, para que então, neste processo, o propósito da formação emancipatória possa ser fortalecido.
Abstract: This paper intends to present Adorno s conception of education and, from it, perform a critical confrontation with the current education. In the chapter entitled "Adorno s proposal for an emancipatory education and the assumptions necessary for such condition", we see that, for Theodor W. Adorno, education only makes sense when facing a formation that is emancipatory, to become the social place of non-identical theme and provide formative experiences able to contribute to the autonomous and critic development of individuals. Therefore, there are assumptions that, according to our author's reading, are conditions of possibility to occur the emancipatory process, and an important factor for this formation relates to the tension between adaptation and resistance. However, in the chapter: "Criticism of the current education from Adorno s philosophical fundamentals", the current education is analyzed and found that once it is located in a capitalist society, the set of its pedagogical practices reinforces largely the adaptation to the reality it faces. Thus, we can say that in this educational context the necessary tension to the emancipatory formation does not take place, since there is too much predominance of adaptation on resistance. From Adorno s theoretical reference, is part listed some elements that contribute to the unilateral strengthening of adaptive pole in formation, namely the barbarism through teaching through hardness, that is, by repression and fear, the instrumental reason and the cultural industry. All these factors result in the ideological model of semi-formation, namely the deformation of formation. Finally, on this issue, a possible alternative is developed in the chapter: "The provisional primacy of resistance in the educational context", where we argue that the educational sphere has the social commitment to prioritize resistance. Thus, the aim is to indicate the possibility of education to promote the various forms of resistance, so that, in this process, the purpose of emancipatory education can be strengthened.
Keywords: Filosofia alemâ
Adorno, Theodor W., 1903-1969
Educação - Filosofia
Teoria crítica
Formação emancipatória
Adaptação
Resistência
Emancipatory education
Adaptation
Resistance
CNPq areas: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::FILOSOFIA
Idioma: por
País: BR
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Parana
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Filosofia Moderna e Contemporânea
Program: Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Filosofia
Citation: OLIVEIRA, Luana Aparecida de. Emancipatory education in Adorno and the provisional primacy of resistance on adaptation in the educational context. 2016. 99 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia Moderna e Contemporânea) - Universidade Estadual do Oeste do Parana, Toledo, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br:8080/tede/handle/tede/2089
Issue Date: 20-May-2016
Appears in Collections:Mestrado em Filosofia (TOL)

Files in This Item:
File SizeFormat 
Luana Aparecida de Oliveira.pdf887.42 kBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.