Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/2088
Tipo do documento: Dissertação
Title: Entre o elogio e a censura: o lugar da religião no pensamento de Nicolau Maquiavel
Other Titles: Between the praise and the censorchip: the place of religion at Nicolas Maquiavelli it's thought
Autor: Leonardi, Evandro Marcos 
Primeiro orientador: Ames, José Luiz
Primeiro membro da banca: Antunes, Jadir
Segundo membro da banca: Adverse, Helton Machado
Resumo: Este trabalho analisa o lugar que a religião ocupa no pensamento político de Nicolau Maquiavel (1469 1527). Levanta a perspectiva de análise em torno da religião como um dos temas fundamentais de sua obra e imprescindível à compreensão das censuras que dirige à cúria da Igreja romana. A relevância da religião se mostra na fundação e conservação do Estado político. Ela é uma força capaz de fazer convergir no Estado o bem comum, a ordem social e a liberdade de seu povo. Essa função da religião é reconhecida desde uma dupla perspectiva. Primeiro, ela é instrumentum regni: o governante a utiliza como força que canaliza o sentimento religioso (timori de dio) do povo em favor da obediência do mandamento civil. Segundo, o próprio povo identifica o mandamento religioso com o mandamento civil, intermediado por uma educação cívica e moral internalizada: o povo está persuadido de que a obediência civil é um valor e um bem a si mesmo. Maquiavel reconhece na religião esta função normativa, imprescindível ao estabelecimento da ordem e segurança do Estado. A religião é simultânea às condições mesmas do viver civil, porque é um centro de equilíbrio entre as relações de conflito no Estado. Do atrito entre forças que, por um lado são agregadoras, pois reconhecem o poder e seu bom uso como forma de acomodar os conflitos internos e garantir a liberdade, e que por outro lado são desagregadoras, pois originadas de um movimento que busca, deseja, quer e ambiciona cegamente a tudo, faz-se necessário um ponto de equilíbrio. É a partir dessa relação tensa entre os membros de uma comunidade política que a religião é analisada por Maquiavel. Os Discursos, O Príncipe, Da Arte da Guerra, História de Florença, são os textos principais deste estudo, embora ele esteja enriquecido por obras menores e pelo auxílio importante de estudiosos de seu pensamento. Entre o elogio e a censura em relação à religião, estão aqueles que criam as condições para a sua manifestação no Estado e aqueles que contribuem para a sua destruição.
Abstract: This work analyzes the place that the religion occupies in the thought politician of Nicholas Machiavelli (1469 - 1527). It raises the perspective of analysis around the religion as one of the basic subjects of its workmanship and essential to the understanding of the censure that direct to the bar of the Roman Church. The relevance of the religion if shows in the foundation and conservation of the politician State. It is a force capable to make to converge in the State the well public, the social order and the freedom of its people. This function of the religion is recognized since a perspective pair. First, it is instrumentum regni: the dynast uses it as force that canalizes the religious feeling (timori de dio) of the people in favor of the obedience of the civil ?commandment". Second, the own people identify the religious commandment with the civil commandment, intermediated for an internalized civic and moral education: the people are persuaded of that the civil obedience is a value and a well itself. Machiavelli recognizes in the religion this normative function, essential to the establishment of the order and security of the State. The religion is simultaneous to the same conditions of the civil life, because it is a balance center between the conflict relations in the State. Of the attrition between forces that, for one face they are aggregates, therefore they recognize the power and its good use as form to accommodate the internal conflicts and to guarantee the freedom, and on the other hand they are disjoint, because it's originated of a movement that it searchs, it desires, it wants and ambitions blindly to everything, becomes necessary a balance point. It is to leave of this tense relation between the members of a politics community that the religion is analyzed by Machiavelli. The Speeches, The Prince, Of the Art of the War, History of Florence, are the main texts of this study, even so it is enriched by lesser workmanships and the important aid of studious of its thought. Between the commendation and the censorship in relation to the religion, are those that create the conditions for its manifestation in the State and those that contribute for its destruction.
Keywords: Política
Maquiavel
Religião
Estado
Poder
Machiavelli
Religion
Politics
State
Power
CNPq areas: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::CIENCIA POLITICA
Idioma: por
País: BR
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Parana
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Filosofia Moderna e Contemporânea
Program: Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Filosofia
Citation: LEONARDI, Evandro Marcos. Between the praise and the censorchip: the place of religion at Nicolas Maquiavelli it's thought. 2007. 130 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia Moderna e Contemporânea) - Universidade Estadual do Oeste do Parana, Toledo, 2007.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br:8080/tede/handle/tede/2088
Issue Date: 3-Aug-2007
Appears in Collections:Mestrado em Filosofia (TOL)

Files in This Item:
File SizeFormat 
Evandro Marcos Leonardi.pdf387.95 kBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.