Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/1999
Tipo do documento: Dissertação
Title: A relação homem e natureza, capitalismo e serviço social: considerações sobre os fundamentos da temática ambiental
Other Titles: Man and nature, capitalism and social work relationship: considerations on the foundations of environmental issues
Autor: Braz, Girlei da Rosa 
Primeiro orientador: Roesler, Marli Renate Von Borstel
Primeiro membro da banca: Silva, Maria Geusina da
Segundo membro da banca: Klein, José Alfonso
Resumo: A presente dissertação se ocupa da aproximação de elementos da temática ambiental, que podem ser entendidos como fundamentos para a compreensão da relação entre o homem e a natureza no seio da sociedade capitalista. Também se buscou compreender elementos possíveis de serem capturados pelo Serviço Social, no sentido de imprimir uma abordagem qualificada, teórica e prática ante as questões que envolvem as tramas, contradições e os impactos da degradação do meio ambiente nas condições de vida e na garantia de direitos fundamentais. A metodologia consiste em uma pesquisa bibliográfica de cunho investigativo, de modo a proporcionar conhecimento sobre a temática ambiental. Nesse sentido, buscou-se, no primeiro capítulo, a aproximação dos fundamentos ontológicos da relação homem e natureza, mediada pela categoria trabalho. O segundo capítulo visou demostrar as críticas e asseverações sobre a teoria social, sobretudo no que tange o pensamento social de Marx. Ainda, são feitas considerações sobre a crise do capital e, consequentemente, a crise ambiental, para, na sequência, demonstrar algumas proposições de superação dessa crise que vem sendo preconizadas nos tempos atuais. A terceira parte do trabalho se volta para o Serviço Social, explorando, sobretudo, um tema de importante relevância para a profissão, dado seu caráter pedagógico, que é a educação ambiental. O principal resultado desse estudo é a corroboração da ideia de que a crise ambiental vem na esteira de uma crise mais ampla, a crise estrutural do capital. Nesse sentido, não só os meios diretos da ação do homem sobre a natureza é que geram a degradação do ambiente, mas toda a sua estrutura social, em especial no modo de produção capitalista, como um ser coletivo e capaz de antecipar suas ações. Assim, a crise ambiental é uma refração da crise estrutural do capital, mas que perpassa o problema da incapacidade de o capital crescer de forma linear e se estende a uma crise também da racionalidade de um período que tem matematizado todos os seguimentos da vida na terra.
Abstract: This dissertation deals with the approach of elements of environmental issues, which can be understood as a basis for understanding the relationship between man and nature within capitalist society. It also sought to understand possible elements to be captured by the Social Work, towards a qualified, theoretical and practical approach at the issues surrounding the plots, contradictions and environmental degradation impacts on living conditions and fundamental rights guarantee. The methodology consists of a literature research of investigative nature, to provide knowledge about environmental issues. In this sense, we sought, in the first chapter, the approach of the ontological foundations of the relationship between man and nature, mediated by the work category. The second chapter aimed at demonstrating the criticism and assertions about social theory, especially regarding the social thought of Marx. Besides, it discusses the crisis of capital and, consequently, the environmental crisis, so as to show some resilience propositions of this crisis that has been advocated in recent times. The third part of this paper turns to Social Work, exploring mainly a topic of major relevance to the profession, given its pedagogical nature, which is the environmental education. The main result of this study confirms the thought that the environmental crisis follows a broader crisis, the structural crisis of capital. Thus, not only direct means of man's action on nature generate environmental degradation, but the whole social structure, especially in the capitalist mode of production, as a collective being and able to anticipate his actions. Thus, the environmental crisis is a refraction of the structural crisis of capital, but which permeates the problem of the inability of the capital to grow linearly and extends to a rationality crisis of a period which has mathematized all segments of life in Earth.
Keywords: Proteção ambiental
Desenvolvimento sustentável
Ecologia política
Relação Homem e Natureza
Trabalho
Crise ambiental
Desenvolvimento
Racionalidade ambiental
Man and nature relationship
Work
Environmental crisis
Development
Environmental rationality
Social Work
CNPq areas: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::SERVICO SOCIAL
Idioma: por
País: BR
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Parana
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Serviço Social, Políticas Sociais e Direitos Humanos
Program: Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Serviço Social
Citation: BRAZ, Girlei da Rosa. Man and nature, capitalism and social work relationship: considerations on the foundations of environmental issues. 2016. 107 f. Dissertação (Mestrado em Serviço Social, Políticas Sociais e Direitos Humanos) - Universidade Estadual do Oeste do Parana, Toledo, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br:8080/tede/handle/tede/1999
Issue Date: 8-Aug-2016
Appears in Collections:Mestrado em Serviço Social (TOL)

Files in This Item:
File SizeFormat 
Girlei da R Braz.pdf1.48 MBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.