Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/1977
Tipo do documento: Dissertação
Title: Tributários de um reservatório neotropical: habitats de desova e desenvolvimento inicial de peixes
Other Titles: Tributaries of a neotropical reservoir: spawning habitats and early development of fish
Autor: Silva, Patricia Sarai da 
Primeiro orientador: Makrakis, Maristela Cavicchioli
Primeiro membro da banca: Piana, Pitágoras Augusto
Segundo membro da banca: Gomes, Luiz Carlos
Resumo: O objetivo deste trabalho foi analisar padrões espaciais e temporais do ictioplâncton em tributários (Aguapeí, Verde, Pardo e Anhanduí) do reservatório de Porto Primavera, alto rio Paraná, Brasil, e sua relação com algumas variáveis ambientais. Especificamente procurou se (I) Avaliar se os tributários apresentam características abióticas similares, (II) Verificar que fatores abióticos exercem maior influência na desova das espécies, (III) Averiguar se há preferência das espécies de peixes quanto aos tributários, e (IV) Analisar se os tributários do reservatório de Porto Primavera realmente são ambientes adequados à reprodução das espécies de peixes, em especial as migradoras de longa distância drasticamente afetadas pelos represamentos. As amostragens foram realizadas durante três estações reprodutivas sucessivas (outubro a março de 2007 a 2010), ao anoitecer com rede de plâncton. A análise de componentes principais (ACP) foi empregada para averiguar se as variáveis abióticas diferiam entre os tributários. A influência das variáveis ambientais (temperatura da água, pH, condutividade elétrica, oxigênio dissolvido, turbidez, nível e vazão) na abundância de ovos e larvas foi determinada através do procedimento Bioenv. O teste de Kruskall Wallis (K-W) foi aplicado para verificar padrões de distribuição espacial (tributários: rios Aguapeí, Verde, Pardo e Anhanduí; e habitats: rio e lagoa) e temporal (meses: outubro, novembro, dezembro, janeiro, fevereiro e março; e estações reprodutivas: 1 = 2007/2008, 2 = 2008/2009 e 3 = 2009/2010). Os táxons característicos de cada tributário foram identificados por meio da Análise de Espécies Indicadoras (IndVal). Um total de 49.072 ovos, 63.857 larvas foi capturado. A variável que melhor se correlacionou com a distribuição e abundância do ictioplâncton foi a vazão. As maiores densidades de ovos foram verificadas para o rio Verde, porém as de larvas não diferiram significativamente entre os tributários. Ovos apresentaram maiores densidades nos rios e as larvas nas lagoas. Capturas elevadas do ictioplâncton foram observadas de novembro a janeiro, porém com pico em dezembro. As capturas de ovos se sobressaíram na estação reprodutiva de 2009/2010, no entanto, as de larvas não diferiram entre as estações reprodutivas. A composição das espécies ao longo dos tributários varia e cada rio apresenta um grupo de espécies indicadoras. Nos rios foram encontrados principalmente larvas de espécies migradoras de curta e longa distância e nas lagoas principalmente de espécies sedentárias ou migradoras de curta distância. Os tributários analisados atuam como área de desova de várias espécies de peixes e podem ser considerados propícios para a reprodução de várias espécies migradoras de longa distância. A criação e ampliação de Unidades de Preservação Permanente nos tributários do reservatório de Porto Primavera podem auxiliar na preservação dos habitats identificados como áreas essenciais para a desova e berçário, e pode ser a chave para a manutenção e conservação das espécies de peixes na bacia do alto rio Paraná.
Abstract: The objective of this study was to analyze spatial and temporal patterns of ichthyoplankton in tributaries (Aguapeí, Verde, Pardo and Anhanduí) of Porto Primavera Reservoir, Upper Paraná River, Brazil, and its relation to some environmental variables. Specifically we sought to (I) assess whether the tributaries have similar abiotic characteristics, (II) verify that abiotic factors have more influence in the spawning of the species, (III) investigate if the species have preference for tributaries, and (IV) analyze whether the tributaries of the Porto Primavera Reservoir are really suitable environments for reproduction of fish species, especially long-distance migratory drastically affected by impoundments. Samples were taken monthly during three spawning seasons (October to March from 2007 to 2010), through horizontal hauls on the water surface at dusk, with a plankton net. The principal component analysis (PCA) was used to ascertain whether the abiotic variables differed among the tributaries. The influence of environmental variables (water temperature, pH, electrical conductivity, dissolved oxygen, turbidity, water level and discharge) in the abundance of eggs and larvae was determined using the Bioenv procedure. The Kruskal-Wallis (KW) was applied to verify spatial (tributaries: rivers Aguapeí, Verde, Pardo and Anhanduí; and habitats: main channel and lagoon) and temporal distribution patterns (month: October, November, December, January, February, and March, and spawning seasons: 1 =2007/2008, 2=2008/2009, and 3=2009/2010). The characteristic taxa of each tributary were identified through Indicator Species Analysis (IndVal). A total of 49,072 eggs, 63,857 larvae were captured. The variable that best correlated with the distribution and abundance of ichthyoplankton was the water discharge. The highest densities of eggs were noted for the Verde river, however larvae did not differ significantly among the tributaries. Eggs had the highest densities in the main channel and while larvae in lagoons. High catches of ichthyoplankton were observed from November to January, but with a peak in December. Abundance of eggs were higher in the 2009/2010 spawning season, however the larvae did not differ among spawning season. The species composition varies along the tributaries and each river has a group of indicator species. In main channel of the rivers were mainly found larvae of migratory species of short distance and long-distance and in the lagoons mainly sedentary or migratory species of short distances. The tributaries assessed are spawning grounds for many fish species and can be considered suitable for the reproduction of many long-distance migratory species. Establishment and enlargement of Conservation Units in tributaries of Porto Primavera reservoir, can help preserve habitats identified as essential spawning and nursery areas, and can be key to the maintenance and conservation of the fish species in the upper Paraná River basin.
Keywords: Larvas de peixes
Inundação
Reprodução
Lagoas marginais
Fatores abióticos
Fish larvae
Flooding
Spawning
Marginal lagoons
Abiotic factors
Peixes - Ovos e larvas -Área de desova - Alto do rio Paraná - Brasil
Planície de inundação
CNPq areas: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::RECURSOS PESQUEIROS E ENGENHARIA DE PESCA
Idioma: por
País: BR
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Parana
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca
Program: Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca
Citation: SILVA, Patricia Sarai da. Tributaries of a neotropical reservoir: spawning habitats and early development of fish. 2011. 39 f. Dissertação (Mestrado em Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca) - Universidade Estadual do Oeste do Parana, Toledo, 2011.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br:8080/tede/handle/tede/1977
Issue Date: 19-Aug-2011
Appears in Collections:Mestrado em Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca (TOL)

Files in This Item:
File SizeFormat 
Patricia S da Silva.pdf3.32 MBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.