Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/1964
Tipo do documento: Dissertação
Title: Impacto ambiental do fósforo em rações para tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus)
Other Titles: Environmental impact of phosphorus in feeds for Nile tilapia (Oreochromis niloticus)
Autor: Bueno, Guilherme Wolff 
Primeiro orientador: Feiden, Aldi
Primeiro coorientador: Boscolo, Wilson Rogério
Primeiro membro da banca: Signor, Altevir
Segundo membro da banca: Roubach, Rodrigo
Resumo: A relação da humanidade com o meio ambiente sempre foi marcada pela lógica antropocêntrica, na qual o homem distingue-se da natureza e é elevado ao título de fonte de todos os demais valores. Sob tal lógica, os homens provocaram inúmeros impactos ambientais, trazendo para a sociedade atual danos que podem ser irreversíveis. Todavia, tal visão está sendo cada vez mais criticada e revista. A tensão mundial frente à responsabilidade de se produzir com sustentabilidade, uma vez que os recursos hídricos são limitados, impulsiona um novo contexto global, que exige uma maneira diferente de pensar e de agir. Nesta conjuntura, a atividade aquícola representada pelos produtores e empreendedores, fábricas de rações, agências regulatórias, e instituições de ensino e pesquisa podem definir códigos de conduta e práticas de manejo ambientalmente responsáveis de forma a minimizar os impactos ambientais da produção animal. Diante desta problemática, o objetivo deste trabalho consistiu na realização de dois experimentos com o intuito de auxiliar na determinação do impacto ambiental do fósforo total em rações para juvenis de tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus) no ambiente aquático. Neste contexto, o primeiro experimento aborda a influência que a utilização de diferentes níveis de fósforo total na dieta possa promover devido à emissão de efluentes oriundos do cultivo de peixes. Utilizaram-se 120 juvenis de O. niloticus com 85,11 ± 0,34 g, com níveis de 0,8 e 1,2% de fósforo total na dieta para a determinação do coeficiente de digestibilidade aparente do fósforo em tilápias, aplicando-se como indicador o óxido crômico (Cr2O3) incorporado na proporção de 0,1% nas dietas. Posteriormente, para verificar a diferença que há no aproveitamento dos diferentes ingredientes utilizados na dieta para atender as exigências de fósforo total para tilápias e consequentemente na geração de efluentes, realizou-se um experimento, onde avaliaram-se a digestibilidade do fósforo total das rações, a estabilidade dos pélets de ração na água, a lixiviação dos minerais da ração durante sua exposição na água e a quantificação de efluentes gerados para produção de uma tonelada de tilápia. Para tanto, formularam-se seis rações isoprotéicas e isoenergéticas contendo 28% de proteína bruta e 3000 kcal de ED/kg com níveis de 0,8% de fósforo total, utilizando como ingredientes o fosfato bicálcico, farinha de carne e ossos, farinha de vísceras de aves, farinha de anchovas, farinha de resíduos de tilápia e farinha de ossos calcinada. Conclui-se que a utilização da dieta com disponibilidade de 0,8% de fósforo total promove o melhor controle da qualidade da água e pode ser utilizada como estratégia nutricional para diminuição de efluentes da aquicultura. Em relação aos ingredientes, a melhor eficiência na utilização do fósforo total foi de 83,74% para o fosfato bicálcico, 77,73% para a farinha de anchova, 75,27% para a farinha de tilápia e 73,42% para farinha de vísceras de aves em rações para juvenis de tilápias do Nilo. Portanto, por meio da nutrição animal é possível minimizar a excreção de metabolitos ao meio aquático proporcionando uma produção com menor impacto ambiental.
Abstract: The relationship between men and environment has always been marked by anthropocentric logic, in which distinguishes man from nature and is elevated to the title and source of all other values. Under this logic, man has caused many environmental impacts, bringing to society some irreversible damages. However, this view is being increasingly criticized and revised. The global tension facing the responsibility in producing in a sustainable way, given that water resources are limited, drives a new global context, which requires a different way of thinking and acting. Therefore, the activity represented by aquaculture producers and entrepreneurs, feed mills, regulatory agencies, educational and research institutions may establish codes of conduct and environmentally responsible management practices in order to minimize the environmental impacts of animal production. Therefore, the objective of this study consisted of two experiments to determine the environmental impact in the aquatic environment of phosphorus in diets for juvenile Nile tilapia (Oreochromis niloticus). In this context, the first experiment discusses the influence of different levels of phosphorus in the diet and the emission of effluents from the fish culture. We used 120 juvenile O. niloticus with mean weight of 85.11 ± 0.34 g to evaluate two levels (0.8 and 1.2%) of total phosphorus in the diet, to determine the apparent digestibility of phosphorus in the diets using chromic oxide (Cr2O3) incorporated in the rate of 0.1% in the diets. And to verify how the use of different ingredients in the diet will meet the requirements for tilapia and the total phosphorus in wastewater generation, total phosphorus digestibility, pellets stability in water, and minerals leaching in water from the diet were evaluated and quantified the waste generated to produce a ton of tilapia. Six isonitrogenous and isocaloric diets were formulated containing 28% crude protein and 3000 kcal DE / kg with levels of 0.8% of total phosphorus, using dicalcium phosphate, meat and bone meal, poultry offal meal, anchovy meal, tilapia waste and bone meal as ingredients. We conclude that the use of 0.8% of total phosphorus promotes a better control of water quality and can be used as a nutritional strategy for reducing effluent from aquaculture. As for the ingredients, the best efficiency for total phosphorus was 83.74% for dicalcium phosphate, 77.73% for anchovy meal, 75.27% for tilapia meal and 73.42% for poultry meal in diets for juvenile Nile tilapia. Therefore through a balanced animal nutrition is possible to reduce the metabolites excretion in the water, reaching an adequate fish production with less environmental impact.
Keywords: Aquicultura sustentável
Capacidade suporte
Digestibilidade do fósforo
Lixiviação de minerais
Resíduos aquicolas
Tilapicultura
Sustainable aquaculture
Capacity support
Fish waste
Digestibility of phosphorus
Leaching to minerals
Tilapiculture
Peixe - Alimentação e rações
Tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus) - Nutrição
Fósforo na nutrição animal
Impacto ambiental
CNPq areas: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::RECURSOS PESQUEIROS E ENGENHARIA DE PESCA
Idioma: por
País: BR
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Parana
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca
Program: Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca
Citation: BUENO, Guilherme Wolff. Environmental impact of phosphorus in feeds for Nile tilapia (Oreochromis niloticus). 2011. 65 f. Dissertação (Mestrado em Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca) - Universidade Estadual do Oeste do Parana, Toledo, 2011.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br:8080/tede/handle/tede/1964
Issue Date: 18-Feb-2011
Appears in Collections:Mestrado em Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca (TOL)

Files in This Item:
File SizeFormat 
Guilherme Wolff Bueno.pdf961.52 kBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.