Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/1955
Tipo do documento: Dissertação
Title: Variações espaciais e temporais na abundância das espécies introduzidas em um hotspot de biodiversidade global, rio Iguaçu, Paraná, Brasil: impactos sobre a ictiofauna nativa
Other Titles: Spatial and temporal variations in relative of introduced species in a hotspot of global biodiversity, Iguaçu river, Paraná State, Brazil: impacts on native fish fauna
Autor: Daga, Vanessa Salete 
Primeiro orientador: Gubiani, éder André
Primeiro membro da banca: Vera, Carolina Viviana Minte
Segundo membro da banca: Baumgartner, Gilmar
Resumo: O objetivo deste trabalho foi avaliar a composição e estrutura da assembleia de peixes nativos e não nativos, ao longo do gradiente espacial e temporal no rio Iguaçu e, suas relações com as variáveis ambientais em cinco reservatórios. As amostragens foram realizadas de janeiro de 2004 à dezembro de 2008, com periodicidade trimestral nos reservatórios de Foz do Areia, Segredo e Salto Caxias, enquanto que nos reservatórios de Salto Santiago e Salto Osório as amostragens foram bimestrais. As capturas foram realizadas com o auxílio de redes de espera simples (malhas de 2,4 a 16 cm) e tresmalhos (feiticeiras de 6, 7 e 8 cm entre nós não adjacentes), operadas na superfície, margem e fundo, expostas por 24 horas com revistas às 8:00, 16:00 e 22:00 horas. Os peixes capturados foram identificados, medidos e pesados. A estrutura da comunidade foi avaliada pelos seus atributos número de espécies (riqueza), abundância (biomassa e número de indivíduos) e índice de diversidade de Shannon. As variáveis ambientais foram plotadas em uma matriz (física e química), sendo essa sumarizada pela análise de componentes principais (PCA). Para sumarizar os dados de composição e estrutura da assembleia de peixes nativos e não nativos, a análise de escalonamento multidimensional não-métrico (NMDS) foi utilizada. O grau de associação entre as matrizes multivariadas (variáveis ambientais e composição e estrutura da assembleia de peixes nativos e não nativos) foi avaliado por meio de uma rotina Procrustes. Durante o período amostral foram coletados 152.007 exemplares, sendo 148.084 indivíduos de espécies nativas e 3.923 exemplares de espécies não nativas, que foram distribuídos em seis ordens, 16 famílias, 32 gêneros e 50 espécies. As espécies nativas mais abundantes foram Astyanax sp. B (40,1%), Astyanax sp. C (19,1%) e Pimelodus britskii (9,1%). As espécies não nativas mais abundantes foram Odontesthes bonariensis (85,1%), Prochilodus lineatus (7,5%) e Tilapia rendalli (4,9%). A distribuição de abundância, em número de indivíduos e peso foi maior em Salto Santiago, tanto para espécies nativas como não nativas. Diferenças espaciais e temporais significativas foram verificadas para a riqueza, tanto para espécies nativas como não nativas, entretanto o índice de diversidade de Shannon, mostrou diferenças significativas somente para as espécies nativas. A composição e estrutura da assembleia de peixes nativos e não nativos, apresentaram diferenças significativas ao longo do gradiente longitudinal do rio Iguaçu. As variáveis físicas e químicas (temperatura da água, transparência da água, pH e condutividade elétrica), foram significativas para a separação dos reservatórios ao longo do gradiente longitudinal. A análise de Procrustes mostrou que existe associação entre as variáveis físicas e químicas, e o arranjo espacial da composição e estrutura da assembleia de peixes nativos.
Abstract: The objective of this study was to evaluate the composition and structure of the assemblages of native and nonnative fish along the temporal and spatial gradient on the Iguaçu River, and their relations with environmental variables in five reservoirs. Samples were collected from January 2004 to December 2008, with periodicity quarterly in reservoirs Foz do Areia, Segredo and Salto Caxias, while in reservoirs Salto Santiago and Salto Osório samples were bimonthly. Catches were made with the aid of gillnets (mesh size of 2.4 to 16 cm) and trammel nets (witches, 6, 7 and 8 cm between non-adjacent), operated on the surface, margin and bottom, exposed for 24 hours with checked at 8:00, 16:00 and 22:00 hours. Fish caught were identified, measured and weighed. The community structure was evaluated by its attributes of species (richness), abundance (biomass and number of individuals) and diversity index of Shannon. The environmental variables were plotted on a matrix (physics and chemistry) and is summarized by principal component analysis (PCA). To summarize the data on the composition and structure of the assemblages of native and nonnative fish, analysis of non-metric multidimensional scaling (NMDS) was used. The degree of association between multivariate matrices (environmental variables and the composition and structure of the assemblages of native fish and non-native) was assessed by means of a Procrustes routine. During the study period were collected from 152,007 specimens, 148,084 individuals of native species and 3,923 specimens of non-native species, which were divided into six orders, 16 families, 32 genera and 50 species. The most abundant native species were Astyanax sp. B (40.1%), Astyanax sp. C (19.1%) and Pimelodus britskii (9.1%). The non-native species were more abundant Odontesthes bonariensis (85.1%), Prochilodus lineatus (7.5%) and Tilapia rendalli (4.9%). The distribution of abundance in numbers and weight was higher in Salto Santiago, both native and non native. Spatial and temporal differences were apparent for wealth, for both native and non native, but the Shannon diversity index showed significant differences only for native species. The composition and structure of the assembly of native and nonnative fish showed significant differences along the longitudinal gradient of the Iguaçu River. The physical and chemical variables (water temperature, water transparency, pH and electrical conductivity) were significant for the separation of the reservoirs along the longitudinal gradient. Procrustes analysis showed that an association exists between the physical and chemical variables, and the spatial arrangement of the composition and structure of the assemblages of native fish.
Keywords: Invasões biológicas
Reservatórios em cascata
Hotspot
Biological invasions
Cascading reservoirs
Hotspot
Ictiofauna
Peixes de água doce
Biodiversidade
Peixes, Assembléia de
Gradientes espaciais
Iguaçu, Rio, Bacia
Endemismo
Variabilidade populacional
Paraná (Estado)
CNPq areas: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::RECURSOS PESQUEIROS E ENGENHARIA DE PESCA
Idioma: por
País: BR
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Parana
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca
Program: Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca
Citation: DAGA, Vanessa Salete. Spatial and temporal variations in relative of introduced species in a hotspot of global biodiversity, Iguaçu river, Paraná State, Brazil: impacts on native fish fauna. 2010. 47 f. Dissertação (Mestrado em Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca) - Universidade Estadual do Oeste do Parana, Toledo, 2010.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br:8080/tede/handle/tede/1955
Issue Date: 12-Aug-2010
Appears in Collections:Mestrado em Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca (TOL)

Files in This Item:
File SizeFormat 
Vanessa Salete Daga.pdf583.3 kBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.