Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/1676
Tipo do documento: Dissertação
Title: A questão agrária e soberania alimentar: o caso do assentamento 8 de Junho em Laranjeiras do Sul - PR
Other Titles: The Agrarian question and food sovereignty: the case of the settlement on June 8 in Laranjeiras do Sul - PR
Autor: Fabrício, Rosineide 
Primeiro orientador: Fabrini, João Edmilson
Primeiro membro da banca: Oliveira, Ariovaldo Umbelino de
Segundo membro da banca: Dias, Gracialino da Silva
Terceiro membro da banca: Roos, Djoni
Resumo: Este trabalho apresenta um estudo sobre Soberania Alimentar analisando as experiências concretas vivenciadas no Assentamento 8 de Junho, na cidade de Laranjeiras do Sul, Centro-Sul do Paraná. Foi realizado um resgate histórico sobre a luta pela terra no Brasil, protagonizado pelo campesinato pobre sem terra e com pouca terra. A opção pelo método do materialismo histórico e dialético possibilitou uma análise mais profunda da Soberania Alimentar no Brasil. Dentro de uma concepção classista nosso país tem sido historicamente dominado e subjugado pela divisão internacional do trabalho, ditada pelos países imperialistas e submetido à economia destes. Contrapondo a essa lógica e a esse modelo agrário produtivo, produzir para o consumo interno é imperativo para a realização da Soberania Alimentar. Nessa perspectiva sustentamos que a efetivação de qualquer política que vise à soberania somente será possível com o rompimento com o modelo econômico agrário-exportador, ao qual o país está submetido. Considera-se que é nesta questão que reside a perspectiva da Soberania Alimentar, a qual não pode ser concebida, em termos práticos, fora de um grande projeto de transformação social. Sendo assim a luta para acabar com o sistema latifundiário dominante em nosso país, única maneira de garantir a soberania alimentar, passa a ser necessariamente uma luta por soberania econômica e política, rompendo com a subjugação do país à ordem mundial determinada pelas potências econômicas mundiais. A pesquisa empírica, no Assentamento 8 de junho, revelou que o enfrentamento, a resistência e atuação dos camponeses ligados ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) na luta por garantia de Soberania Alimentar, tem mostrado vários avanços. Embora, somente o acesso à terra pelos camponeses não seja a garantia da Soberania Alimentar, é critério básico para assegurar a condição material da produção de alimentos por quem vive e trabalha no campo, possibilitando criar as condições de autonomia na produção alimentar, como autoconsumo das comunidades, sem que se tornem prisioneiras do mercado, controlado pelos monopólios do comércio de alimentos diretos para o consumidor. Trata-se, portanto, de se desenvolver sob a teoria científica do classismo marxismo as formas de organização e lutas do campesinato na destruição do sistema latifundiário associada com a destruição do capitalismo
Abstract: This paper illustrates a study about Food Sovereignty analyzing the concrete experiences of the settlement on June 8 in the town of Laranjeiras do Sul, South Centre of Paraná State. This research brings a historical about the struggle for land in Brazil, played by poor peasants without land and with small lands. The choice of the method of historical and dialectical materialism allowed a deeper analysis of the Food Sovereignty in Brazil. Within a class design our country has historically been dominated and subjugated by the international division of labor, dictated by imperialist countries and submitted to the economy of these. Opposed to this logic and this productive agricultural model, producing for domestic consumption it is imperative for the attainment of food sovereignty. In this perspective we maintain that the effectiveness of any policy aimed at the Food sovereignty is only possible to break with the current agrarian export economic model, to which the country is undergoing. It is considered that it is in this question lies the perspective of food sovereignty, which can't be conceived in practical terms, out of a great project of social transformation. therefore the struggle to end the dominant landholder system in our country, the only way to ensure food sovereignty, shall necessarily be a struggle for economic and political sovereignty, breaking with the country's subjugation to the world order determined by world economic powers. Empirical research, at Settlement June 8, revealed that the confrontation, resistance and performance of farmers linked to the Landless Rural Workers Movement (MST) in the struggle to guarantee food sovereignty, has shown several advances. Although only the access to land by peasants is not the guarantee of food sovereignty is a basic criterion to ensure the material condition of the production of food for people living and working in the field, making it possible to create the conditions of autonomy in food production, as own consumption of communities without becoming prisoners of the market controlled by direct food trade monopolies for consumers. It is therefore to develop under the scientific theory of classism - Marxism - the forms of organization and peasant struggles in the destruction of the landlord system associated with the destruction of capitalism
Keywords: Luta pela terra
Latifúndio
Imperialismo
Struggle for land
Latifundium
Imperialism
CNPq areas: CIÊNCIAS HUMANAS:GEOGRAFIA:GEOGRAFIA HUMANA:GEOGRAFIA AGRARIA
Idioma: por
País: BR
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Ciências Humanas, Educação e Letras
Program: Programa de Pós-Graduação em Geografia
Campun: Marechal Cândido Rondon
Citation: FABRÍCIO, Rosineide. A questão agrária e soberania alimentar: o caso do assentamento 8 de de Junho em Laranjeiras do Sul – PR. 2016. 151 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Marechal Cândido Rondon, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br:8080/tede/handle/tede/1676
Issue Date: 6-May-2016
Appears in Collections:Mestrado em Geografia (MCR)

Files in This Item:
File SizeFormat 
Rosineide_Fabricio_20162.67 MBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.