Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/1644
Tipo do documento: Dissertação
Title: Farelo de soja certificado orgânico na alimentação de tilápias do Nilo (Oreochromis niloticus)
Other Titles: Organic and certified soybean meal in Nile tilapia (Oreochromisniloticus) feed
Autor: Potrich, Flávia Renata 
Primeiro orientador: Boscolo, Wilson Rogério
Primeiro membro da banca: Signor, Altevir
Segundo membro da banca: Borba, Maude Regina de
Resumo: Foram conduzidos dois experimentos objetivando avaliar o efeito do farelo de soja orgânico (FSO) e farelo de soja convencional (FSC), sobre a digestibilidade e desempenho de alevinos de tilápia do Nilo. Para o experimento de digestibilidade, foram utilizadas 90 tilápias do Nilo com peso médio de 184,16 ± 22,79 g, distribuídas em seis cubas de 180 litros com fundo cônico, aeração constante por meio de soprador de ar central e sistema de aquecimento da água por termostato. Foram elaboradas três rações, uma ração referência e duas rações testes. Para as rações testes (farelo de soja orgânico e comercial) foram utilizados 70% da ração referência e 30% de inclusão do alimento avaliado. Foi utilizado óxido de cromioIII como indicador inerte na proporção de 0,1% na ração. O sistema adotado para coleta das fezes foi Guelph modificado. Para o experimento de desempenho produtivo, foram utilizados 400 juvenis de tilápias do Nilo com peso inicial médio de 12,7±0,36 g e comprimento médio de 9,2±0,30 cm. Os peixes foram distribuídos aleatoriamente em 20 caixas de fibra de vidro, com volume de 500 litros, com cinco tratamentos em quatro repetições. Foram formuladas quatro rações com 32% proteína bruta (FSO, FSC, FSO + 20% de farinha de peixe (FSO+FP), FSC+ 20% de farinha de peixe (FSC+FP)) e uma ração comercial com 32% de proteína bruta (COM). Foi avaliado o peso final médio, ganho de peso, ganho de peso diário, comprimento final, sobrevivência, conversão alimentar aparente, fator de condição, índice hepatossomático, gordura visceral e composição química dos peixes inteiros (matéria seca, lipídeos, proteína bruta e matéria mineral). Foram avaliados os parâmetros hematológicos (eritrócitos, hematócrito e hemoglobina), hematimetricos (volume corpuscular médio (VCM), hemoglobina corpuscular media (HCM) e concentração de hemoglobina corpuscular média (CHCM), e parâmetros bioquímicos (colesterol, triglicerídeos, albumina e proteínas totais). O coeficiente de digestibilidade aparente da proteína foi de 88,24 e 88,10%, resultando em 39,91 e 39,87% de proteína digestível para o FSO e FSC, respectivamente. O coeficiente de digestibilidade aparente da energia foi de 75,92 e 70,48%, resultando em 3579,46 e 3141,44 kcal/kg de energia digestível para o FSO e FSC, respectivamente, diferindo entre si pela ANOVA. Os peixes que receberam a dieta contendo (FSC+FP) apresentaram os melhores resultados de peso final, ganho de peso e ganho de peso diário. Contudo, os maiores teores de proteína bruta no peixe inteiro foram para os peixes alimentados com a dieta contendo (FSO+FP). Quanto aos parâmetros sanguíneos, os peixes alimentados com FSO apresentaram os melhores resultados de albumina e proteínas totais. O farelo de soja orgânico apresenta ótimo coeficiente de digestibilidade aparente e sua utilização em rações para tilápia proporciona desempenho produtivo satisfatório e maior deposição proteica na carcaça quando as rações são suplementadas com 20% de farinha de peixe
Abstract: Two experiments were conducted to evaluate the effect of organic soybean meal (FSO) and conventional soybean meal (FSC) on digestibility and performance of Nile tilapia fingerlings. For the digestibility experiment, 90 Nile tilapia with average weight of 184.16 ± 22.79 g, were distributed in six 180-liter conic tanks in a digestibility system, with constant aeration through blower central air and heating water by thermostat. Three diets were prepared, a reference and two test diets. For the preparation of test diets (organic and commercial soybean meal) were used 70% of the basal diet and 30% of the test ingredients inclusion. Chromic oxideIII was used as inert indicator in proportion of 0.1%. Modified Guelph was used to fecal collection method. For the growth performance experiment, 400 Nile tilapia juvenile were used with an average initial weight of 12.7 ± 0.36 g and 9.2 ± 0.30 cm in length,. Fish were entirely randomized into twenty 500-liter fiberglass tanks, with five treatments and four replications. Four diets were formulated with 32% of crude protein (FSO, FSC, FSO + 20% fish meal (FSO+FP), FSC + 20% fish meal (FSC+FP) and a commercial diet with 32% of crude protein (COM)). The average final weight was evaluated, as well as weight gain, average daily gain, final length, survival, apparent feed conversion, condition factor, hepatosomatic index, visceral fat and carcass chemical composition (dry matter, lipids, protein and mineral matter). Hematologic parameters (erythrocyte, hematocrit and hemoglobin); hematimetrics (mean corpuscular volume, mean corpuscular hemoglobin and mean corpuscular hemoglobin concentration); and biochemical parameters (cholesterol, triglycerides, albumin and total protein), were analyzed. The apparent digestibility coefficient of protein were 88.24 and 88.10% resulting in 39.91 and 39.87% of digestible protein for FSO and FSC, respectively. The apparent digestibility coefficient of energy was 75.92 and 70.48%, resulting in 3579.46 and 3141.44 kcal/kg of digestible energy for FSO and FSC, respectively, differing from each other by ANOVA test. Fish fed with diet containing FSC+FP showed the best results of final weight, weight gain and daily weight gain. However, the highest carcass levels of crude protein were verified in fish fed with diet containing FSC+FP. As for the blood parameters, fish fed FSO showed better results in comparison to fish fed with other protein sources. The organic soybean meal offered optimal apparent digestibility coefficient and its use in Nile tilapia diets showed satisfactory growth performance and increased protein deposition in the carcass when it included 20% of fishmeal in the diet
Keywords: alimentos orgânicos
bioquímica
desempenho produtivo
hematologia
manejo alimentar
organic food
biochemistry
growth performance
hematology
food management
CNPq areas: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::RECURSOS PESQUEIROS E ENGENHARIA DE PESCA::AQUICULTURA::PISCICULTURA
Idioma: por
País: BR
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Parana
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Produção e Nutrição Animal
Program: Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Zootecnia
Citation: POTRICH, Flávia Renata. Organic and certified soybean meal in Nile tilapia (Oreochromisniloticus) feed. 2012. 49 f. Dissertação (Mestrado em Produção e Nutrição Animal) - Universidade Estadual do Oeste do Parana, Marechal Cândido Rondon, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br:8080/tede/handle/tede/1644
Issue Date: 20-Apr-2012
Appears in Collections:Mestrado em Zootecnia (MCR)

Files in This Item:
File SizeFormat 
Flavia_Renata_Potrich.PDF748.5 kBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.