Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/1635
Tipo do documento: Dissertação
Title: Administração oral de probiótico com células viáveis e inativadas em leitões
Other Titles: Administration oral probiotic with viable cells and inactivated in piglets
Autor: Busanello, Marli 
Primeiro orientador: Pozza, Magali Soares dos Santos
Primeiro coorientador: Pozza, Paulo Cesar
Primeiro membro da banca: Vilela, Christiane Garcia
Segundo membro da banca: Fernandes, Jovanir Inês Müller
Resumo: O objetivo foi avaliar o uso oral de probiótico com células viáveis e inativadas ( pool de Lactobacillus sp. e Lactobacillus plantarum de origem gastrointestinal de suínos), no desempenho, na microbiota intestinal e no sistema imune de leitões durante as fases de aleitamento e creche. Foram utilizados, na fase de aleitamento, 108 leitões e para a fase de creche 72 leitões desmamados aos 21 dias de idade, distribuídos em um delineamento experimental de blocos ao acaso, com três tratamentos e seis repetições. Os tratamentos foram: tratamento A: 1 ml de caldo MRS + 1 ml de solução salina estéril; tratamento B: 1 ml de probiótico (8,60 X 107 UFC/ml de um pool de Lactobacillus sp e Lactobacillus plantarum) ativadas no caldo MRS + 1 ml de solução salina; tratamento C: 1 ml de probiótico contendo células inativadas no caldo MRS + 1 ml de solução salina. Os tratamentos foram administrados via oral aos leitões diariamente no período da manhã, do nascimento aos 35 dias de idade sendo 1 ml por animal na fase de aleitamento e 2 ml na fase de creche. As contagens de bactérias acidoláticas e coliformes não foram influenciadas (P>0,05) pelos tratamentos e tempos de coleta. Não foi observado efeito (P>0,05) dos tratamentos para ganho de peso e ganho diário de peso dos leitões do nascimento aos 21 dias de idade. Dos 21 aos 35 dias de idade observou-se para o tratamento controle menor consumo e menor consumo diário de ração (P<0,05) quando comparado aos tratamentos probióticos e maior ganho de peso e ganho diário de peso (P<0,05) foi observado no tratamento probiótico com células inativadas em relação ao tratamento probiótico com células viáveis e o controle. Observou-se menor concentração (P<0,05) de globulina nos tratamentos com probióticos em relação ao controle. Não foram observadas diferenças significativas (P>0,05) para as variáveis proteínas séricas totais, albumina, glicose, hemoglobina, leucócitos, hematócrito, hemácias, eosinófilos, bastões, segmentados, linfócitos, monócitos, plaquetas e para os níveis séricos de IgA entre os tratamentos. Concluiu-se que o uso oral de probiótico com células viáveis e inativadas não alterou as contagens microbiológicas, os valores das proteínas séricas totais, albumina, glicose, hemograma e IgA e uso de probióticos com células viáveis e inativadas diminuiu os níveis séricos de globulina
Abstract: The objective was to evaluate the use oral probiotic of with viable cells and inactivated ("pool" of Lactobacillus sp. and Lactobacillus plantarum of gastrointestinal origin of pigs), on performance, intestinal microbiota and the immune system of piglets during the stages of lactation and creche. Were used, 108 lactating piglets and for nursery phase 72 piglets weaned at 21 days old, divided into an experimental design of randomized blocks with three treatments and six replicates. The treatments were: Treatment A: 1 ml of MRS broth + 1 ml of sterile saline, treatment B: 1 ml of probiotic (8.60 X 107 CFU/ml of a "pool" of Lactobacillus plantarum and Lactobacillus sp) activated MRS broth + 1 ml of saline, treatment C: 1 ml of probiotic inactivated cells in MRS broth + 1 ml of saline. Treatments were administered orally to piglets in the daily morning, from birth to 35 days of age with 1 ml per animal lactating and 2 ml in the nursery phase. The count of acidoláticas bacteria, and coliforms were not affected (P> 0.05) by treatments and sampling times. There was no effect (P>0.05) of treatments for weight gain and weight gain daily of piglets from birth to 21 days old. From 21 to 35 days of age was observed lower consumption and lower daily feed intake (P<0.05) for the control treatment when compared to the probiotic treatments and greater weight gain and weight daily gain (P<0.05) was observed in probiotic treatment with cells inactivated in relation to probiotic treatment with viable cells and control. There was less concentration (P<0.05) globulin in the treatment with probiotics compared to control. There were no significant differences (P>0.05) for the variables serum protein, albumin, glucose, hemoglobin, leukocytes, hematocrit, red blood cells, eosinophils, sticks, segments, lymphocytes, monocytes, platelets and serum levels of IgA between treatments. It was concluded that oral use of probiotics with viable cells and inactivated did not alter microbial counts, the values of serum protein, albumin, glucose, blood count and IgA and use of probiotics with viable and inactivated cells diminished serum globulin
Keywords: Desempenho
Lactobacillus plantarum
Lactobacillus sp.
Microbiota intestinal
Parâmetros sanguíneos
Suínos
Performance
Lactobacillus plantarum
Lactobacillus sp.
Intestinal microbiota
Blood parameters
Pigs
CNPq areas: CIÊNCIAS AGRÁRIAS:ZOOTECNIA
Idioma: por
País: BR
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Ciências Agrárias
Program: Programa de Pós-Graduação em Zootecnia
Campun: Marechal Cândido Rondon
Citation: BUSANELLO, Marli. Administração oral de probiótico com células viáveis e inativadas em leitões. 2011. 80 f. Dissertação (Mestrado em Zootecnia) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Marechal Cândido Rondon, 2011.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br:8080/tede/handle/tede/1635
Issue Date: 29-Jul-2011
Appears in Collections:Mestrado em Zootecnia (MCR)

Files in This Item:
File SizeFormat 
Marli_ Busanello_2011692.75 kBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.