Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/1632
Tipo do documento: Dissertação
Title: Níveis de isoleucina digestível para suínos machos castrados dos 15 aos 30 kg
Other Titles: Levels of digestible isoleucine for barrows from 15 to 30 kg.
Autor: Lazzeri, Doglas Batista 
Primeiro orientador: Pozza, Paulo Cesar
Primeiro membro da banca: Oliveira, Newton Tavares Escocard de
Segundo membro da banca: Marcato, Simara Marcia
Resumo: Com o objetivo de determinar a exigência de isoleucina digestível para suínos machos castrados dos 15 aos 30 kg de peso vivo, foram realizados dois experimentos, um de digestibilidade e outro de desempenho. Para determinar o coeficiente de digestibilidade ileal dos aminoácidos da ração basal, foram utilizados 10 suínos, machos castrados, mestiços, com peso médio inicial de 15,00±0,27 kg, alojados individualmente em gaiolas de metabolismo, em um delineamento inteiramente ao acaso, com dois tratamentos, cinco repetições e um animal por unidade experimental. Os tratamentos consistiram de uma dieta basal, com 14,13% de proteína bruta e 0,450% de isoleucina, e uma dieta isenta de proteína. Na determinação da exigência de isoleucina digestível para suínos machos castrados, foram utilizados 40 suínos mestiços, com peso médio inicial de 15,00±0,87 kg, distribuídos em um delineamento experimental de blocos casualizados, com cinco tratamentos (0,45; 0,52; 0,59; 0,66 e 0,73% de isoleucina digestível), quatro repetições e dois animais por unidade experimental. Os valores dos coeficientes de digestibilidade ileal verdadeira dos aminoácidos essenciais foram maiores do que os coeficientes de digestibilidade ileal aparente, sendo a treonina, a metionina + cistina e a valina os aminoácidos que apresentaram os maiores aumentos. Os valores de digestibilidade ileal verdadeira da dieta basal para lisina, treonina e triptofano foram superiores aos valores de aminoácidos digestíveis ileais verdadeiros calculados. O mesmo não foi observado para os valores de digestibilidade ileal verdadeira da dieta basal dos aminoácidos arginina, histidina, isoleucina, leucina, metionina, metionina + cistina, fenilalanina e valina. A taxa de deposição de proteína apresentou efeito quadrático (P<0,05), em que o nível de 0,600% de isoleucina digestível proporcionou a maior deposição de proteína na carcaça dos suínos. Houve efeito quadrático (P<0,01) dos níveis de isoleucina digestível sobre o consumo diário de isoleucina, com estimativas de melhor consumo para o nível de 0,938%. Foi observada diferença linear (P<0,01) apenas para a eficiência de utilização de isoleucina para ganho, em que o modelo linear apresentou redução nos valores de eficiência à medida que aumentaram os níveis de isoleucina digestível nas rações. Foi observado efeito quadrático (P=0,09) dos níveis de isoleucina digestível sobre o peso final, com melhores valores obtidos para o nível de 0,599%. O nível de 0,60% de isoleucina digestível, obtido no presente estudo, proporcionou uma relação isoleucina:lisina digestível de 0,60. A exigência diária de isoleucina digestível foi de 5,86 g/dia, proporcionando um consumo de 1,76 g de isoleucina digestível/Mcal de energia metabolizável
Abstract: Aiming to determine the digestible isoleucine requirement for barrows from 15 to 30 kg, two experiments were conducted, being one of digestibility and another of performance. Ten crossbreed barrows with average initial weight of 15.00 ± 0.27 kg were used to determine the ileal digestibility coefficient of amino acids from basal diet. The animals were housed individually in metabolic cages in a completely randomized design, with two treatments, five replicates and one animal per experimental unit. The treatments consisted of a basal diet with 14.13% crude protein and 0.45% isoleucine, and a free protein diet. Forty crossbreed barrows with average initial weight of 15.00 ± 0.87 kg were used to determine the digestible isoleucine requirement. The animals were distributed in a randomized block design with five treatments (0.45, 0.52, 0.59, 0.66 and 0.73% digestible isoleucine), four replicates and two animals per experimental unit. The coefficients of true ileal digestibility of essential amino acids were higher than the coefficients of apparent ileal digestibility and threonine, methionine+cystine and valine had the biggest increases. The true ileal digestibility of basal diet for lysine, threonine and tryptophan were higher than the true ileal digestible calculated amino acids. The same was not observed for true ileal digestibility of basal diet of arginine, histidine, isoleucine, leucine, methionine, methionine+cystine, phenylalanine and valine. The protein deposition rate had a quadratic effect (P<0.05) which the level of 0.600% digestible isoleucine had the highest protein deposition in carcasses of pigs. The daily isoleucine intake had quadratic effect (P<0.01), which level of 0.938% digestible isoleucine provided the higher intake. There was linear effect (P<0.01) on efficiency of isoleucine utilization for weight gain, with reduction on values of EIleUWG as levels of digestible isoleucine increased in rations. A quadratic effect (P=0.09) of digestible isoleucine levels on the final weight was observed, with better values for the level 0.599%. The level of 0.60% digestible isoleucine obtained in the present work provided a digestible isoleucine:lysine relation of 0.60. The daily requirement of digestible isoleucine was 5.86 g/day, providing 1.76g of digestible isoleucine/Mcal of metabolizable energy
Keywords: Aminoácido de cadeia ramificada
Digestibilidade ileal
Exigências nutricionais
Método do sacrifício ou abate
Branched-chain amino acid
Ileal digestibility
Nutritional requirements
Sacrifice method or slaughter
CNPq areas: CIÊNCIAS AGRÁRIAS:ZOOTECNIA
Idioma: por
País: BR
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Ciências Agrárias
Program: Programa de Pós-Graduação em Zootecnia
Campun: Marechal Cândido Rondon
Citation: LAZZERI, Doglas Batista. Níveis de isoleucina digestível para suínos machos castrados dos 15 aos 30 kg. 2011. 64 f. Dissertação (Mestrado em Zootecnia) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Marechal Cândido Rondon, 2011.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br:8080/tede/handle/tede/1632
Issue Date: 29-Jul-2011
Appears in Collections:Mestrado em Zootecnia (MCR)

Files in This Item:
File SizeFormat 
Doglas_Lazzeri_2011312.2 kBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.