Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/1572
Tipo do documento: Dissertação
Title: Silagem de grãos úmidos de milho na alimentação de frangos Label Rouge com suplementação de acidificante
Other Titles: High moisture corn grain silage in the feeding of Label Rouge broilers supplemented with acidifying
Autor: Frank, Rafael 
Primeiro orientador: Nunes, Ricardo Vianna
Primeiro coorientador: Neres, Marcela Abbado
Primeiro membro da banca: Pasquetti, Tiago Junior
Segundo membro da banca: Eyng, Cinthia
Resumo: O objetivo deste trabalho foi determinar a estabilidade aeróbica, a composição bromatológica e energética e a digestibilidade de aminoácidos da silagem de grãos úmidos de milho (SGUM), além de avaliar o desempenho e parâmetros intestinais de frangos Label Rouge recebendo diferentes níveis de SGUM na alimentação. No Experimento 1, para determinar a aplicabilidade da utilização de inóculos, foi avaliado o crescimento dos principais microrganismos envolvidos na fermentação da SGUM ao longo do tempo, assim como a estabilidade aeróbia quando silagens foram confeccionadas com ou sem adição de inóculo Lactobacillus plantarum + Propionibacterium acidipropionici. Foram observadas alterações significativas para temperatura e pH em função de tempo de estocagem e utilização de inóculo. Para a população de fungos e enterobactérias foi observada redução significativa em função do tempo de armazenamento de forma mais expressiva para as silagens em que foi aplicado o inóculo. Observou-se alteração em todas as populações de microrganismos estudados em função do tempo de armazenamento. Para a composição química, foram obtidas diferenças para matéria seca, fibra em detergente neutro e fibra em detergente ácido, quando foi utilizado inoculante, e alterações na concentração de fibra em detergente ácido em função dos diferentes tempos de armazenagem. A estabilidade aeróbica foi de 156 horas para silagens ensiladas por 28 dias, sem diferença significativa para inoculação. Quando ensilada por 56 dias, a silagem inoculada apresentou maior estabilidade (60 horas) quando comparada à sem inoculante (32 horas). A ensilagem de grão úmido de milho com inóculo microbiano à base de Lactobacillus plantarum e Propionibacterium acidipropionici foi capaz de reduzir a população de fungos e enterobactérias. No Experimento 2, para a determinação dos valores energéticos da SGUM, foram utilizados frangos de corte machos, dos 21 aos 31dias de idade, com peso médio de 765 ± 1,70 g. O período experimental teve duração de dez dias, sendo cinco de adaptação e cinco de coleta. A SGUM substituiu em 10, 20, 30 e 40% uma ração referência (RR). O método de análise foi o de coleta total de excretas, para posterior análises de energia metabolizável aparente (EMA) e EMA corrigida pelo balanço de nitrogênio (EMAn) da SGUM. Para a determinação dos valores de aminoácidos, foi usada a técnica de alimentação forçada em 12 galos Leghorn cecectomizados, com peso médio de 1912,10 ±133,73g. Seis animais receberam a SGUM e os outros seis permaneceram em jejum. Ao final do período de coleta de excretas, foi determinado o perfil de aminoácidos essenciais, coeficientes de digestibilidade verdadeira e o conteúdo digestível verdadeiro dos aminoácidos no alimento. A SGUM apresentou valores médios de 2283 kcal/kg de EMA e 2272 kcal/kg de EMAn, sendo que os valores energéticos foram negativamente influenciados pelos níveis de inclusão da SGUM. A cistina apresentou o menor coeficiente de digestibilidade, enquanto que a leucina e a glutamina apresentaram os maiores coeficientes de digestibilidade e os valores de aminoácidos digestíveis. No Experimento 3, foram utilizados 1200 pintos da linhagem Label Rouge, com peso médio inicial de 41 ±0,55g, distribuídos em um delineamento inteiramente casualizado, em esquema fatorial 2x5, (com e sem acidificante X 0, 25, 50, 75 e 100% de silagem de grãos úmidos de milho - SGUM). Foram determinados o ganho de peso (GP), consumo de ração (CR), conversão alimentar (CA), além da análise morfométrica e de microbiota intestinal, rendimento de carcaça e de cortes. De 1 a 28 e de 1 a 63 dias, houve efeito quadrático (P<0,05) da SGUM sobre o CR e CA. Houve interação (P<0,05) entre os níveis de SGUM e a adição de acidificante para o rendimento de carcaça e de cortes (asa, peito) e fígado das fêmeas. Os machos apresentaram interação (P<0,05) entre os níveis de SGUM e o acidificante para carcaça, sobrecoxa, peito e gordura. Houve interação (P<0,05) da inclusão de SGUM e a adição ou não de acidificante para a contagem de Lactobacillus e Clostridium aos 28 dias de idade e Lactobacillus aos 63 dias de idade. Aos 28 dias, houve interação (P<0,05) entre os níveis de SGUM e a adição de acidificante para a altura dos vilos. Aos 63 dias, foi observado efeito quadrático da SGUM para o tratamento com acidificante e as criptas apresentaram maior diâmetro para o tratamento sem acidificante. Os resultados sugerem que frangos caipiras alimentados com até 50% de SGUM com acidificante apresentam boas características de carcaça e de cortes e não sofrem danos sobre os parâmetros intestinais
Abstract: The objective of this study was to determine the aerobic stability, centesimal composition and energy values and the amino acids digestibility of high moisture corn grain silage (HMCS), and evaluate the effect of HMCS inclusion in different levels in diets on performance and gut parameters of Label Rouge broilers. In Experiment 1, to determine the applicability of inoculants usage the growth of main microorganisms involved in fermentation of high moisture corn grain silage was evaluated among time periods, as well as aerobic stability when silages were made with or without the addition of inoculum Lactobacillus plantarum + Propionibacterium acidipropionici. Significant changes were observed for temperature and pH as a function of storage time and use of inoculum. For the population of fungi and entero-bacteria a significant decrease in function of the storage time was observed more expressive for silages in which the inoculum was applied. Changes in all populations of microorganisms studied as a function of storage time were observed. For the chemical composition differences were obtained for dry matter, neutral detergent fiber and acid detergent fiber, when we used silage additive and changes in the concentration of acid detergent fiber in function of the different storage times. Aerobic stability was of 156 hours for silage ensiled by 28 days, without significant difference for inoculation. When ensiled for 56 days, the silage inoculated presented greater stability (60 hours) when compared to no inoculant (32 hours). The high moisture grain corn silage with microbial inoculum based on Lactobacillus plantarum and Propionibacterium acidipropionici was able to reduce the population of fungi and enterobacteria. In Experiment 2, to determine the energy values of high moisture corn silage (HMCS), male broilers from 21 to 31 days old were used, averaging 765 ± 1.70 g. The experimental period lasted ten days, five of adaptation and five for collection. The HMCS replaced in 10, 20, 30 and 40% the reference ration (RR). The method of analysis was the total excreta collection for subsequent analysis of apparent metabolizable energy (AME) and AME corrected for nitrogen balance (AMEn) of HMCS. To determine the amino acid values, the technique of forced feeding was applied in 12 cecectomized Leghorn roosters, with average weight of 1912.10 ± 133.73 g. Six animals received HMCS and the other six were fasted. At the end of the excreta collection period, the essential amino acid profile was determined, as the true digestibility coefficients and the true digestible content of amino acids in HMCS. This food presented average values of 2283 kcal/kg of EMA and 2272 kcal/kg of AMEn, and these energy values were negatively influenced by the inclusion levels of HMCS. Cystine presented the lower digestibility coefficients while leucine and glutamine had the highest digestibility and digestible amino acids values. In Experiment 3, one thousand and two hundred Label Rouge chicks with an average initial weight of 41 ±0.55g were distributed in a completely randomized design, in a factorial 2x5 (with and without the addition of acidifying X 0, 25, 50, 75 and 100% of high-moisture corn grain silage - HMCS). The weight gain (WG), feed intake (FI) and feed conversion (F:G) were determined, beyond the intestinal morphometric analysis and microbiota, carcass yield and cuts. From 1-28 and 1-63 days there was a quadratic effect (P<0.05) of HMCS on FI and F:G. There was interaction (P<0.05) between the levels of HMCS and the addition of acidifying for carcass yield and cuts (wing and chest) and liver of females. Males presented interaction (P<0.05) between levels of HMCS and acidifying for carcass, drumstick, chest and fat. There was an interaction (P<0.05) between HMCS and the inclusion of acidifying in the counting of Lactobacillus and Clostridium at 28 days old and for Lactobacillus at 63 days old. At 28 days there was an interaction (P<0.05) between HMCS and the inclusion of acidifying for villi height. At 63 days there was and quadratic effect of HMCS and the acidifying for crypts, which presented higher diameter for treatments without acidifying. The results suggest that jerk chickens fed up to 50% of HMCS with acidifying had good carcass yield and cuts and had no damage on intestinal development
Keywords: Alimento conservado
Digestibilidade
Estabilidade aeróbica
Frangos caipiras
Conserved feed
Digestibility
Aerobic stability
Jerk chickens
CNPq areas: CIÊNCIAS AGRÁRIAS:ZOOTECNIA:NUTRIÇÃO E ALIMENTAÇÃO ANIMAL
Idioma: por
País: BR
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Ciências Agrárias
Program: Programa de Pós-Graduação em Zootecnia
Campun: Marechal Cândido Rondon
Citation: FRANK, Rafael. Silagem de grãos úmidos de milho na alimentação de frangos Label Rouge com suplementação de acidificante. 2014. 61 f. Dissertação (Mestrado em Zootecnia) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Marechal Cândido Rondon, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br:8080/tede/handle/tede/1572
Issue Date: 17-Dec-2014
Appears in Collections:Mestrado em Zootecnia (MCR)

Files in This Item:
File SizeFormat 
Rafael_Frank_20141.03 MBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.