Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/1480
Tipo do documento: Tese
Title: Resposta da canola a fontes, doeses e parcelamento de nitrogênio, em Toledo PR
Other Titles: Response of canola to nitrogen fertilization
Autor: Kaefer, João Edson 
Primeiro orientador: Guimarães, Vandeir Francisco
Primeiro membro da banca: Tomm, Gilberto Omar
Segundo membro da banca: Lana, Maria do Carmo
Terceiro membro da banca: Lubeck, Gert Marcos
Quarto membro da banca: Macedo Júnior, Eurides Küster
Resumo: O termo canola é um acrônimo de CANadian Oil Low Acid e foi adotado como padrão para indicar baixos teores de ácido erúcico e glucosinolatos. De um modo geral, os solos tropicais apresentam baixa disponibilidade de nitrogênio (N) em função dos baixos estoques de matéria orgânica, exigindo o fornecimento externo de N para suprir as demandas da cultura. Dentre as principais fontes de N utilizados na cultura da canola estão os adubos nitrogenados uréia e sulfato de amônio. Além da escolha do adubo nitrogenado relacionado à fonte de N, ajustar o momento da aplicação do N ao momento de maior demanda da cultura aumenta a eficiência de produção. Visando instrumentar decisões relativas a estas alternativas de manejo, foram desenvolvidos quatro experimentos no período de maio de 2009 a abril de 2010. Estes experimentos tiveram como principal objetivo avaliar a resposta da canola a fontes, doses e momento de aplicação do N em Toledo Pr. Todos os experimentos foram conduzidos na unidade experimental da Pontifícia Universidade Católica do Paraná PUCPR - campus Toledo. Para quantificar as respostas da canola relativas a doses e fontes de N foram implantados dois experimentos de blocos casualizados, em esquema fatorial 7x2, constando de sete doses de N na semeadura (0; 20; 40; 60; 80; 100 e 120 kg ha-1 de N) e duas fontes de N (sulfato de amônio e uréia), com quatro repetições. Para quantificar as respostas da canola relativas ao momento de aplicação e às fontes de N foram implantados mais dois experimentos, sendo estes conduzidos em blocos casualizados, em esquema fatorial 5x2, constando de cinco combinações de momento de aplicação do N, na semeadura e/ou em cobertura, respectivamente (0 e 0; 120 e 0; 0 e 120; 40 e 80; 80 e 40 kg ha-1 de N) e duas fontes de N (sulfato de amônio e uréia), com quatro repetições. A adubação em cobertura foi realizada no estádio B4. Os quatro experimentos foram implantados em duas épocas de semeadura: 12/05 e 23/04. Todos os tratamentos receberam a adubação correspondente a 300 kg ha-1 de N, P2O5 e K2O na formulação 00-25-25 aplicado na semeadura, além da quantidade de N correspondente ao tratamento pré-estabelecido. Nos quatro experimentos foram avaliados o diâmetro basal, altura de planta, número de plantas m-2, massa seca de folhas, massa seca de caule+pecíolo, massa seca de inflorescência, massa seca da parte aérea, área foliar, razão de área foliar, massa de síliquas por planta, massa por síliqua, massa de grãos por síliqua, massa de mil grãos, produtividade, teor de N foliar, teor de proteína e óleo nos grãos e rendimento de óleo por hectare. Os resultados obtidos mostram que as variáveis avaliadas não foram influenciadas pelas fontes de N utilizadas, sulfato de amônio e uréia, para nenhum dos quatro experimentos conduzidos. Quanto à resposta às doses de N estas influenciaram as variáveis mensuradas, sendo a maior produtividade alcançada com 88 kg ha-1 de N. O aumento nas doses de N promove um incremento nos teores de proteína reduzindo, por consequência o teor de óleo nos grãos. O momento de aplicação do N também influenciou as variáveis mensuradas, sendo os melhores resultados alcançados pelo parcelamento da adubação aplicando-se um terço na semeadura e dois terços em cobertura (40 e 80 kg ha-1 de N)
Abstract: The canola term is an acronym for Canadian Oil Low Acid and was adopted as the standard to indicate low levels of erucic acid and glucosinolates. In general, tropical soils are poor in available nitrogen (N) because of the low stocks of organic matter, requiring the external supply of N to meet the demands of the culture. Among the main sources of N used in the culture of canola are nitrogen fertilizers urea and ammonium sulfate. Besides the choice of fertilizer nitrogen source related to N, to adjust the timing of nitrogen application at the time of greatest demand increased demand will increase crop production efficiency In view of this, six experiments were carried out from May 2009 to April 2010. These experiments were mainly aimed at evaluating the response of canola to nitrogen sources and application methods (seeding and / or coverage) of nitrogen fertilizer. All experiments were conducted in the experimental units at the Catholic University of Paraná - PUCPR - Toledo campus. To attend the responses of canola relative to rates and N sources were implanted three experiments in randomized blocks in a 7x2 factorial arrangement, consisting of seven levels of nitrogen at sowing (0, 20, 40, 60, 80, 100 and 120 kg ha -1) and two N sources (ammonium sulphate and urea), with four replications. To attend the responses of canola on the forms of nitrogen application and nitrogen sources were implanted over three experiments, which are conducted in randomized blocks in a 5x2 factorial arrangement consisting of five forms of nitrogen in the seeding and / or in coverage, respectively (0 and 0, 120 and 0, 0 and 120, 40 and 80, 80 and 40 kg N ha-1) and two nitrogen sources (ammonium sulphate and urea), with four replications. The coverage fertilization was performed in stage B4. The six experiments were carried out in three production cycles, two experiments in each cycle, corresponding to the following sowing dates: cycle 1: 12/05/2009; cycle 2: 20/06/2009 and cycle 3: 23/04 / 2010. All treatments received a fertilizer equivalent to 300 kg ha-1 00-25-25 formulation, each plot received the amount of nitrogen corresponding to the predetermined treatment. For the six experiments were evaluated the basal diameter, plant height, number of plants m-2, dry leaves, dry weight of stem + petioles, inflorescence dry mass, total plant dry mass, leaf area, area ratio of leaf, mass of pods per plant, weight per pod, weight of grains per pod, thousand grain weight, yield, leaf N content, protein and oil content in grain and oil yield per hectare. The results show that the variables were not influenced by sources of nitrogen fertilizer, ammonium sulfate and urea, for any of the six experiments conducted. The response to N rates influence these variables measured, and the higher productivity achieved with 88 kg ha-1 N. The increase of N doses promotes an increase in the protein reducing therefore the oil content in grains. The forms of nitrogen application also influenced the variables measured, and the best results achieved by the split of applying fertilizer at planting one-third and two-thirds coverage (40 and 80 kg N ha-1)
Keywords: Fontes de adubos nitrogenados
Formas de aplicação de adubos nitrogenados
Brassica napus L. teor de proteína
Teor de óleo
Sources of nitrogen fertilizers
Application forms of nitrogen fertilizers
Brassica napus L. protein content
Oil content
CNPq areas: CIÊNCIAS AGRÁRIAS:AGRONOMIA
Idioma: por
País: BR
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Ciências Agrárias
Program: Programa de Pós-Graduação em Agronomia
Campun: Marechal Cândido Rondon
Citation: KAEFER, João Edson. Resposta da canola a fontes, doeses e parcelamento de nitrogênio, em Toledo PR. 2012. 110 f. Tese (Doutorado em Agronomia) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Marechal Cândido Rondon, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br:8080/tede/handle/tede/1480
Issue Date: 25-Jun-2012
Appears in Collections:Doutorado em Agronomia (MCR)

Files in This Item:
File SizeFormat 
Joao_Kaefer_20121.36 MBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.