Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/1467
Tipo do documento: Tese
Title: Extrato de Crambe abyssinica e o constituinte alil isotiocianato no controle de Meloidogyne incognita e Meloidogyne javanica em tomateiro
Other Titles: Crambe abyssinica extract and allyl isothiocyanate constituent on control Meloidogyne incognita and control Meloidogyne javanica in tomato plants
Autor: Roncato, Sidiane Coltro 
Primeiro orientador: Stangarlin, José Renato
Primeiro membro da banca: Franzener, Gilmar
Segundo membro da banca: Gonçalves Júnior, Affonso Celso
Terceiro membro da banca: Portz, Roberto Luis
Quarto membro da banca: Kuhn, Odair José
Resumo: O objetivo deste trabalho foi estudar o efeito do extrato de folhas de Crambe abyssinica no controle de Meloidogyne incognita e Meloidogyne javanica em tomateiro e, possível atuação do componente alil isotiocianato nesta interação. Foram conduzidos cinco experimentos. O primeiro experimento foi realizado com ambas as espécies de Meloidogyne in vitro: folhas secas de crambe (200 mg L-1) foram adicionadas nos solventes: água para infusão e trituração, acetona, água+álcool etílico, álcool metílico, hexano e clorofórmio. Após a evaporação rotativa, os extratos aquosos foram analisados in vitro para atividade nematicida (eclosão, mortalidade e motilidade de juvenis de segundo estádio (J2)). Após, os extratos com maior atividade foram testados nas doses 200, 300, 400 e 500 mg L-1 de folhas secas de crambe. Para quantificar o alil isotiocianato nos extratos foi utilizada cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC). O segundo e terceiro experimento foram com M. incognita e extrato hidroalcoólico à 250 mg L-1 foi utilizado e, cada experimento foi repetido duas vezes, sendo a segunda vez com as duas melhores épocas da primeira. A primeira repetição do segundo experimento foi conduzido em esquema fatorial (3x4+1) em casa de vegetação, com três vias de aplicação do extrato: foliar; solo; foliar+solo, em quatro épocas: antes da inoculação; na inoculação; após a inoculação; e semanalmente até 45 dias e um tratamento adicional (testemunha inoculada e não tratada). Na segunda repetição, o esquema fatorial foi (3x2+1), três vias de aplicação como citado anteriormente, e duas épocas (após a inoculação e semanalmente). O terceiro experimento contempla os mesmos tratamentos, porém, nas vias de aplicação é adicionado a imersão das raízes de tomateiro. O quarto e quinto experimentos foram com M. javanica, com a mesma metodologia descrita para os experimentos com M. incognita. Os resultados dos extratos originados da solução hidroalcoólica, metanólica e por trituração apresentaram-se mais efetivos na ação contra os nematoides, porém, o hidroalcoólico ocasionou maior mortalidade, com 93% e 64% para M. incognita e M. javanica, respectivamente. O maior efeito foi na dose de 250 mg L-1, e somente os extratos obtidos por solução metanólica e o hidroalcoólica apresentaram alil isotiocianato. Quando o extrato hidroalcoólico foi testado em casa de vegetação em plantas de tomateiro, para M. incognita as aplicações via solo e semanalmente não diferiram estatisticamente das aplicações via solo+folha para as variáveis analisadas. Quando foi adicionada a imersão do sistema radicular do tomateiro, aplicações semanais com as vias raiz+solo e raiz+solo+folha se destacaram, e a população do nematoide no solo foi reduzida em 75,55% e 71,95%, respectivamente, porém, o segundo experimento confirmou o controle apenas para a aplicação via raiz+solo+folha. Para M. javanica, aplicações do extrato via solo+folha semanalmente ocasionaram redução de galhas totais em 46,15%. Quando adicionada a imersão do sistema radicular, a aplicação semanal via raiz+solo+folha reduziu massa de ovos e galhas totais em 60,95% e 27,95%, respectivamente. Portanto, o extrato de crambe tem potencial para compor o manejo integrado de M. javanica e M. incognita em tomateiro
Abstract: The objective of this work was to study the effect of Crambe abyssinica leaf extract on Meloidogyne incognita and Meloidogyne javanica control in tomato plants, and the possible effect of allyl isothiocyanate component in this interaction. Five experiments were conducted. The first experiment was carried out with both Meloidogyne species in vitro: dried leaves of crambe (200 mg L-1) were added in the solvents: water for infusion and grinding, acetone, water + ethanol, methyl alcohol, hexane and chloroform. After the evaporation rotative, the aqueous extracts were analyzed in vitro for nematicide activity (hatching, mortality and motility of second stage juveniles (J2)). After the extracts with increased activity were tested at doses of 200, 300, 400 and 500 mg L-1 of crambe dry leaves. To quantify the allyl isothiocyanate in the extracts was used high performance liquid chromatography (HPLC). The second and third experiment were with M. incognita and hydroalcoholic extract to 250 mg L-1 was used, and each experiment was repeated twice, being the second time with the two best times of the first. The first repetition of the second experiment was conducted in factorial design (3x4+1) in a greenhouse, with three extract application routes: leaf; soil; leaf+soil, in four periods: before inoculation; on inoculation; after inoculation; and weekly up to 45 days and an additional treatment (inoculated and untreated control). In the second repetition, the factorial design was (3x2+1), three routes of application as mentioned above, and two periods (after inoculation and weekly). The third experiment includes the same treatments, however, to the application routes is added the immersion of the tomato roots. The fourth and fifth experiments were with M. javanica, using the same methodology described for the experiments with M. incognita. The results derived from the extracts of hydroalcoholic solution, methanol and trituration were more effective in the action against nematodes, however, the hydroalcoholic one caused higher mortality, with 93% and 64% for M. incognita and M. javanica, respectively. The greatest effect was on the dose of 250 mg L-1, and only the extracts obtained by methanol solution and the hydroalcoholic presented allyl isothiocyanate. When the hydroalcoholic extract was tested in a greenhouse in tomato plants, to M. incognita the applications via soil and weekly did not differ statistically from the applications soil+leaf for the analyzed variables. When the immersion of the tomato plants rooting system was added, weekly applications routes via root+soil and root+soil+leaf stood out, and nematode population in the soil was reduced by 75.55% and 71.95%, respectively, however, the second experiment confirmed the control only to the application via soil+root+leaf. For M. javanica, applications of the extract via soil+leaf weekly caused reduction of total galls on 46.15%. When added the immersion of the root system, the weekly application via root+soil+leaf reduced the egg masses and total galls on 60.95% and 27.95%, respectively. Therefore, crambe extract has potential to make up the integrated management of M. javanica and M. incognita on tomato plants
Keywords: Solanum lycopersicum L.
Nematoide de galhas
Controle alternativo
Glicosinolato
Cromatografia
Solanum lycopersicum L.
Root-knot nematode
Alternative control
Glucosinolate
Chromatography
CNPq areas: CIÊNCIAS AGRÁRIAS:AGRONOMIA
Idioma: por
País: BR
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Ciências Agrárias
Program: Programa de Pós-Graduação em Agronomia
Campun: Marechal Cândido Rondon
Citation: RONCATO, Sidiane Coltro. Extrato de Crambe abyssinica e o constituinte alil isotiocianato no controle de Meloidogyne incognita e Meloidogyne javanica em tomateiro. 2015. 142 f. Tese (Doutorado em Produção Vegetal) - Universidade Estadual do Oeste do Parana, Marechal Cândido Rondon, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br:8080/tede/handle/tede/1467
Issue Date: 27-Aug-2015
Appears in Collections:Doutorado em Agronomia (MCR)

Files in This Item:
File SizeFormat 
Sidiane_Roncato_20151.9 MBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.