Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/1464
Tipo do documento: Tese
Title: Produtividade e valor nutricional da forragem e de grãos de cereais de inverno conduzidos em integração lavoura pecuária com soja em sucessão
Other Titles: Productivity and quality of forage and grains of winter cereals, conducted under grazing with nitrogen cover in crop livestock integration with the soybean crops in succession
Autor: Taffarel, Loreno Egidio 
Primeiro orientador: Duarte Júnior, José Barbosa
Primeiro membro da banca: Oliveira, Elir de
Segundo membro da banca: Castagnara, Deise Dalazen
Terceiro membro da banca: Neres, Marcela Abbado
Quarto membro da banca: Macedo Júnior, Eurides Küster
Quinto membro da banca: Oliveira, Paulo Sérgio Rabello de
Resumo: Objetivou-se avaliar cereais de inverno conduzidos sob parcelamento da dose de nitrogênio e com ou sem pastejo em relação aos componentes de produtividade e qualidade bromatológica da forragem e de grãos, bem como a presença de micotoxinas nos grãos. Em sucessão, foi avaliado as características agronômicas e produtividade da soja. O trabalho foi desenvolvido no período de 24/04/2012 a 21/03/2014. O delineamento experimental foi blocos ao acaso em esquema de faixas, com quatro repetições. Os tratamentos foram constituídos de aveia IPR 126, triticale IPR 111 e trigo BRS Tarumã nas faixas A (10 x 18 m) e os diferentes manejos nas faixas B (5 x 30 m): sem pastejo e um pastejo com 120 kg ha-1 de N em cobertura (duas parcelas de 60 kg ha-1) e, dois pastejos (três parcelas de 40 kg ha-1 de N). Os pastejos foram realizados até a altura de 15 cm. Para as características da forragem, verificou-se que as plantas manejadas sem pastejo possuem maior altura e produzem maior quantidade de massa seca forrageira e palhada por hectare, mesmo considerando aquelas que possuem a mesma dose de N em cobertura. Em condição de déficit hídrico, a aveia IPR 126 produz mais massa seca por hectare, seguido pelo triticale. A relação folha colmo do trigo é superior a da aveia e do triticale e isso justifica o elevado teor de proteína bruta dessa cultura. O valor nutricional das forragens de aveia IPR 126, trigo BRS Tarumã e triticale IPR 111 são similares no primeiro pastejo e no segundo pastejo as forragens de melhor valor nutricional são da aveia e do trigo em função dos maiores teores de proteína bruta e digestibilidade e menores teores de fibra em detergente neutro e fibra em detergente ácido. As plantas maduras antes da colheita e com dois pastejos possuem menor altura. A realização de um pastejo no trigo BRS Tarumã aumenta a produtividade em 25% em relação ao trigo não pastejado. Independente dos manejos, a baixa precipitação nos meses de julho e agosto reduz a produtividade de grãos das três culturas, inviabilizando a produção comercial de grãos, podendo ser utilizados para silagem de planta inteira para alimentação animal. Os manejos não interferem na digestibilidade dos grãos de trigo e triticale, mas reduzem os teores de gordura desses grãos. Os pastejos reduzem o valor nutricional dos grãos de aveia. Condições ambientais e o pastejo favorecem a ocorrência de micotoxinas em teores superiores aos permitidos pela legislação como alimento para crianças lactentes e crianças na primeira infância. Entretanto, os teores de aflatoxina, fumonisina e zearalenona nos grãos não impedem sua utilização na alimentação animal. O cultivo da soja em sucessão ao triticale resulta em menor altura do que em sucessão a aveia ou trigo, entretanto, nenhum cereal de inverno ou manejo do pastejo interfere com significância estatística na população de plantas, massa de mil grãos e produtividade da cultura. Um ou dois pastejos da forragem de cereal de inverno até a altura de 15 cm do solo resulta em aumento da produtividade da soja em cerca de 10%
Abstract: Aimed to evaluate winter cereals conducted with or without grazing under installment of the nitrogen dose in relation to the components and bromatological quality of forage and grain, as well as the presence of mycotoxins in grains. In succession, it evaluated the agronomic characteristics and soybean yield. The work was carried out from 24/04/2012 to 03/21/2014. The experimental design was randomized blocks in tracks scheme, with four replications. The treatments consisted of 126 IPR oats, triticale IPR 111 and wheat BRS Tarumã in bands A (10 x 18 m) and different management in bands B (5 x 30 m): with or without grazing with 120 kg ha-1 N in coverage (two installments of 60 kg ha-1) and two grazing (three installments of 40 kg ha-1 N). The grazing were carried to a height of 15 cm. For forage characteristics, it was found that no grazing managed plants have greater height and produce higher amount of straw and forage dry matter per hectare, even considering those which have the same N coverage. In drought condition, the IPR 126 oats produces more dry matter per hectare, followed by triticale. The relationship wheat stalk leaf is greater than oat and triticale and this justifies the high crude protein content of that culture. The nutritional value of oat forage IPR 126, wheat and triticale BRS Tarumã IPR 111 are similar in the first and second grazing grazing the best nutritional value fodder is oat and wheat due to higher crude protein and digestibility and lower fiber neutral detergent fiber and acid detergent. Mature plants before harvest and with two grazing have lower height. The realization of one grazing on wheat BRS Tarumã increases the grain productivity by 25% compared to wheat not grazed. Regardless of managements, low rainfall in July and August reduces the productivity of the three cultures grains, making unfeasible the commercial production of grain and therefore an alternative can be use the whole plant for silage for animal feed. The treatments does not interfered with the digestibility of wheat grain and triticale, but reduced the fat content of these grains. The grazing reduce the nutritional value of oat grains. Environmental conditions and grazing favor the occurrence of mycotoxins in excess of the levels allowed by the legislation as food for nursing infants and children in early childhood. However, the levels of aflatoxin, fumonisin and zearalenone in grain not prevent its use in animal feed. Soybean cultivation in succession to triticale results in less height than in succession of oats or wheat, however, none winter cereal or grazing management interferes with statistical significance in plant population, thousand grain weight and crop yield. Grazing once or twice the winter cereal forages until a height of 15 cm of soil results in increased soybean yield by about 10%
Keywords: Duplo propósito
Micotoxinas
Palhada
Valor nutricional
Glycine max
Dual-purpose crops
Glycine max
Mycotoxins
Nutritional value
Straw
CNPq areas: CIÊNCIAS AGRÁRIAS:AGRONOMIA
Idioma: por
País: BR
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Ciências Agrárias
Program: Programa de Pós-Graduação em Agronomia
Campun: Marechal Cândido Rondon
Citation: TAFFAREL, Loreno Egidio. Produtividade e valor nutricional da forragem e de grãos de cereais de inverno conduzidos em integração lavoura pecuária com soja em sucessão. 2015. 154 f. Tese (Doutorado em Agronomia) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Marechal Cândido Rondon, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br:8080/tede/handle/tede/1464
Issue Date: 25-Feb-2015
Appears in Collections:Doutorado em Agronomia (MCR)

Files in This Item:
File SizeFormat 
Loreno_Taffarel_20153.12 MBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.