Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/1413
Tipo do documento: Dissertação
Title: Indução de mecanismos bioquímicos de defesa em sorgo (Sorghum bicolor) por frações obtidas do decocto de avenca (Adiantum capillus-veneris)
Other Titles: Induction of biochemical defense mechanisms in (Sorghum bicolor) by fractions from decoct of maind hair (Adiantum capillus-veneris)
Autor: Meinerz, Cristiane Claudia 
Primeiro orientador: Stangarlin, José Renato
Primeiro membro da banca: Kuhn, Odair José
Segundo membro da banca: Braga, Gilberto Costa
Resumo: A indução de resistência envolve a ativação de mecanismos de defesa latentes existentes nas plantas em resposta ao tratamento com agentes bióticos ou abióticos. A aplicação de extratos vegetais visando à indução de mecanismos de resistência é uma alternativa interessante ao controle químico, entretanto, nestes extratos pode ocorrer além da presença de indutores, a presença de supressores. Este trabalho teve por objetivo a purificação parcial, por meio de cromatografia de filtração em gel (CFG) e precipitação com sulfato de amônio (SA), de compostos presentes em decocto de avenca (Adiantum capillus-veneris), eficientes na indução de mecanismos de defesa em mesocótilos de sorgo, incluindo as fitoalexina deoxiantocianidinas e as proteínas peroxidase, polifenoloxidase, fenilalanina amônia-liase e quitinase, buscando selecionar frações potencialmente eficientes na indução de resistência em plantas. Decocto (EA 1%) de A. capillus-veneris foi fracionado com concentrações de sulfato de amônio de 0-20%, 20-40%, 40-60%, 60-80% e 80-100% e esses cortes foram submetidos à cromatografia de filtração em gel (CFG). Foram obtidos nove picos protéicos e um pico glicídico para EA 1% com massas moleculares variando de 0,61 à 0,01 KDa; no corte 0-20% foram obtidos dois picos protéicos e dois glicídicos, com massas moleculares menores que 0,01 KDa, e concentração de açúcares redutores variando de 4,1 a 17,5 µg mL-1; no corte 20-40% três picos protéicos (111,5 à 0,98 KDa) e cinco glicídicos (11,3 a 73,7 µg mL-1 de açúcares); no corte 40-60% dois picos protéicos (111,5 à 0,09 KDa) e dois glicídicos (5,6 a 7,5 µg mL-1); no corte 60-80% seis picos protéicos (menor que 0,02 KDa) e dois glicídicos (16,5 a 51,3 µg mL-1); e no corte 80-100% três picos protéicos (menor que 0,09 KDa). Mesocótilos de sorgo foram tratados com as frações provenientes da CFG, além do decocto a 1%, acibenzolar-S-metil (ASM) (125 mg. L-1 do i.a. como elicitor de referência) e tampão fosfato de sódio 10 mM pH 6,0, totalizando 42 tratamentos. Após incubação por um período de 96 h, avaliou-se dos teores de fitoalexinas nos mesocótilos e análises bioquímicas dos folíolos. O tratamento pico II (0,09 KDa) do EA 1% mostrou-se eficiente na indução de fitoalexinas, sendo superior em 6,68% ao ASM. Entre os cortes, 60-80% permitiu incremento de 76% em relação ao ASM. Para peroxidase o pico IV (menor que 0,01 KDa) do EA 1% incrementou 21% a atividade em relação a testemunha água e 44% ao ASM. Para os precipitados 0-20% o pico protéico II (menor que 0,01 KDa) promoveu incremento de 39% na atividade em relação ao corte 0-20% e 19% para o EA 1%. O precipitado 80-100% foi superior 89% ao ASM. Para polifenoloxidase o pico protéico VI (menor que 0,01 KDa) do EA1% reduziu 88% a atividade em relação ao ASM. Para fenilalanina amônia-liase o pico protéico II (menor que 0,01 KDa) do corte 0-20% foi 91% superior ao EA 1%. Para quitinase o pico protéico IV (menor que 0,01 KDa) do EA 1% foi 68% superior ao ASM. Foi possível induzir mecanismos de defesa em sorgo pela aplicação de frações parcialmente purificadas de A. capillus-veneris, o que pode permitir a obtenção de novas moléculas e o desenvolvimento de métodos alternativos para controle de doenças em plantas
Abstract: Induction of resistance involves the activation of plant defense mechanisms in response to treatment with biotic or abiotic elicitors. The application of plant extracts in order to induce resistance mechanisms is an interesting alternative to chemical control, however, besides the presence of inducers, can occur the presence of suppressors. This study aimed to partially purificate through gel filtration chromatography (GFC) and precipitation with ammonium sulfate (SA), compounds present in decoct of Adiantum capillus-veneris, capable to induce defense mechanisms in sorghum mesocotyls, including phytoalexins and peroxidase, polyphenoloxidase (PPO), phenylalanine ammonia-lyase (PAL) and chitinase. The decoct 1% was fractionated with concentrations of ammonium sulfate, 0-20%, 20-40%, 40-60%, 60-80% and 80-100% of SA and those fractions were subjected to GFC. We obtained nine protein peaks and one glucosic peak for decoct with molecular weights ranging from 0.61 to 0.01 KDa; to fraction 0-20% were obtained two protein and two glucosic peaks, with molecular weights lower than 0.01 KDa, and concentration of sugars ranging from 4.1 to 17.5 mg mL-1; to fraction 20-40% were obtained three protein peaks (0.98 to 111.5 KDa) and five glucosic peaks (11.3 to 73.7 mg mL-1); to fraction 40-60% were obtained two protein peaks (0.09 to 111.5 KDa) and two glucosic peaks (5.6 to 7.5 mg mL-1); to fraction 60-80% were obtained six protein peaks (lower than 0.02 KDa) and two glucosic peaks (16.5 to 51.3 mg mL-1); and to fraction 80-100% were obtained three protein peaks (lower than 0.09 KDa). Sorghum mesocotyl were treated with fractions from the GFC, and decoct, acibenzolar-S-methyl (ASM) (125 mg L-1 of a. i. as elicitor of reference) and sodium phosphate buffer 10 mM pH 6.0. After incubation of 96 h were measured the levels of phytoalexins in mesocotyls and the activity of defense-related enzymes in leaves. Treatment with peak II (0,09 KDa) induced phytoalexin 6.68% more than. Among the fractionn, 60-80% increased 76% compared to ASM. To peroxidase the peak IV (lower than 0,01 KDa) increased 21% the activity compared to control water, and 44% compared to ASM. For the fraction 0-20% the protein peak II (lower than 0,01 KDa) increased 39% the activity in relation to the fraction 0-20% and 19% in relation to decoct. The fraction, 80-100% increased 89% compared to, ASM. For the PPO the peak VI (lower than 0,01 KDa) from decoct decreased 88% the activity compared to ASM. For PAL the peak II (lower than 0,01 KDa) from fraction 0-20% was 91% higher than decoct. For chitinase 1% peak IV (lower than 0,01 KDa) from decoct was 68% higher than the ASM. It was possible to induce defense mechanisms in sorghum by the application of partially purified fractions from A. capillus-veneris, which can allow to obtain new molecules and development alternative methods to control plant diseases
Keywords: Indução de resistência
Cromatografia de filtração em gel
Proteínas relacionadas à patogênese
Fitoalexinas
Deoxiantocianidinas
Induction of resistance
Gel filtration chromatography
Pathogenesis related proteins
Phytoalexins
Deoxyanthocianidins
CNPq areas: CIÊNCIAS AGRÁRIAS:AGRONOMIA
Idioma: por
País: BR
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Ciências Agrárias
Program: Programa de Pós-Graduação em Agronomia
Campun: Marechal Cândido Rondon
Citation: MEINERZ, Cristiane Claudia. Indução de mecanismos bioquímicos de defesa em sorgo (Sorghum bicolor) por frações obtidas do decocto de avenca (Adiantum capillus-veneris). 2010. 103 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Marechal Cândido Rondon, 2010.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br:8080/tede/handle/tede/1413
Issue Date: 24-Feb-2010
Appears in Collections:Mestrado em Agronomia (MCR)

Files in This Item:
File SizeFormat 
Cristiane_Meinerz_2010954.81 kBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.