Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/1377
Tipo do documento: Dissertação
Title: Controle biológico do pulgão de trigo Sitobion avenae (Fabricius 1775) pelo parasitóide Aphidius colemani Viereck, 1912 em Medianeira, PR, Brasil
Other Titles: Biological control of the wheat louse Sitobion avenae (Fabricius 1775) by the parasite Aphidius colemani (VIEREK 1912) in the city of Medianeira, Paraná, Brazil
Autor: Zanini, Agostinho 
Primeiro orientador: Alves, Luis Francisco Angeli
Primeiro membro da banca: Menezes Junior, Ayres de Oliveira
Segundo membro da banca: Pietrowski, Vanda
Resumo: Historicamente os afídeos foram o principal problema fitossanitário no cultivo de cereais de inverno na década de 70, no Sul do Brasil. Em ataques intensos, nas fases de emergência ao perfilhamento do trigo, em geral, levam as plantas à morte. No entanto, estes insetos possuem importantes agentes de supressão populacional, dentre os quais os parasitóides, que embora considerados os mais específicos e eficientes, tinham fraco desempenho no controle biológico natural dos afídeos na cultura do trigo, no Brasil, havendo necessidade de controle químico para evitar as perdas. Assim, em 1978, foram introduzidas 14 espécies de parasitóides exóticos no Brasil, tendo como objetivo o controle da praga e, em 1984, implantou-se o Programa de Controle Biológico no Oeste do Estado do Paraná, liberando-se quatro espécies. Este proporcionou, ao longo dos anos, uma redução das populações de afídeos e, conseqüentemente, da aplicação de produtos químicos. No entanto, apesar do grande sucesso, não foram encontrados na bibliografia estudos referentes ao estabelecimento de parasitóides na região Oeste do Paraná, motivo pelo qual desenvolveu-se o presente estudo. Coletou-se semanalmente em 25 parcelas com 25m2, 100 plantas de trigo, retirando-se das mesmas os afídeos e múmias. Encontrou-se uma única espécie de afídeo Sitobion avenae (Fabricius), o parasitóide primário Aphidius colemani Vierek e hiperparasitóides, verificando-se também a presença de predadores. O pico populacional de S. avenae ocorreu no início da floração e as múmias apareceram uma semana após aos afídeos. Observou-se a emergência de parasitóides em 34% das múmias coletadas, 29,4% de hiperparasitóides e em 36,6% delas, nada emergiu. Considerou-se eficiente o controle dos afídeos (95%), pois à medida que sua população foi se elevando, concomitantemente, se elevaram os níveis de parasitismo de A. colemani, atingindo o pico populacional no início de agosto com 37,2%. Os hiperparasitóides atingiram pico populacional em meados de agosto, com 29,4% e o número de predadores foi menor que o de parasitóides. Considerando que a relação de parasitóides liberados no Brasil continha 14 espécies diferentes, o fato de apenas uma ter sido encontrada em 2003 indica que na região oeste do Paraná, provavelmente, as condições foram favoráveis apenas para A. colemani
Abstract: Historically, aphids were the main phytosanitary problem in the production of winter cereals in de 70 s in southern Brazil. Attacking intensively during wheat s emergence to the affiliation, it s usually fatal to the plant. However, these bugs possess important population suppression that, although considered the most efficient and specific, had a frail role in aphid natural biological control in wheat production in Brazil where chemical control became necessary to prevent production loss. Thereby, in 1978 14 species of exotic parasites were introduced in Brazil aiming plaque control, and in 1984 the West of Parana s Biological Control Program was introduced when 4 species were released. Along the years, it provided an aphid population reduction and consequently the reduction on chemical applications. The reason of this study is because no bibliographic studies referring to the settlement of the parasite in the west of Paraná s region was found. A weekly sampling, in twenty-five 25 m2 parcels, of 100 wheat plants was taking where the aphids and mummies were removed. A single aphid specie, Sitobion avenae (Fabricius), was found, the primary parasite Aphidius colemani (Vierek 1912), and hyper-parasites. It was also detected the presence of predators. Population summit of S. avenae occurred at the beginning of blossoming and mummies showed up a week following the aphids. Parasite emergence was observed in 34% of the collected mummies, 29.4% of hyper-parasites, and no emergence was found in 36.6% of the total. Aphid control was found to be excellent, because as their population increased so did the parasite A. colemani level, reaching its population peak in early August with 37.2%. Hyper-parasites reached population peak in mid-August, and predator number was lower than the number of parasites. Considering the number of parasites released, 14 different species altogether, and the fact that only one species in 2003 was found indicates that probably, in the west of Paraná s region, conditions were not favorable to the other 13 but to A. colemani
Keywords: Dinâmica populacional
Afídeos
Trigo
Population dynamic
Aphids
Wheat
CNPq areas: CIÊNCIAS AGRÁRIAS:AGRONOMIA
Idioma: por
País: BR
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Ciências Agrárias
Program: Programa de Pós-Graduação em Agronomia
Campun: Marechal Cândido Rondon
Citation: ZANINI, Agostinho. Controle biológico do pulgão de trigo Sitobion avenae (Fabricius 1775) pelo parasitóide Aphidius colemani Viereck, 1912 em Medianeira, PR, Brasil. 2004. 86 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Marechal Cândido Rondon, 2004.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br:8080/tede/handle/tede/1377
Issue Date: 20-Dec-2004
Appears in Collections:Mestrado em Agronomia (MCR)

Files in This Item:
File SizeFormat 
Agostinho_Zanini_2004479.7 kBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.