Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/1352
Tipo do documento: Dissertação
Title: Uso de fertilizantes de liberação lenta no estabelecimento de mudas de ipê roxo e angico branco em área de domínio ciliar
Other Titles: Effects of the application off slow release fertilizer for the establishment off ipê-roxo e angico branco in the area of ciliar dominion
Autor: Lang, Aletéia 
Primeiro orientador: Malavasi, Ubirajara Contro
Primeiro membro da banca: Malavasi, Marlene de Matos
Segundo membro da banca: Fey, Rubens
Resumo: O uso de fertilizantes de liberação controlada constitui-se em umas das modernas técnicas na produção de mudas. Porém, existem poucos relatos de seus efeitos sobre crescimento em espécies florestais nativas em área de domínio ciliar. Objetivou-se testar diferentes fertilizantes de liberação controlada com um fertilizante convencional no estabelecimento de mudas a campo de Anadenanthera colubrina e Tabebuia avellanedae. As mudas foram adquiridas no viveiro municipal de Palotina-Pr, e plantadas em uma área de domínio ciliar, mediante adubação na cova, com Basacote 3M, Basacote 6M, Basacote 9M, adubo mineral na formulação 16-8-12 (N, P2O5, K2O), com dose de 55 gramas por cova e testemunha. O experimento foi conduzido delineamento blocos casualizados, com parcelas subdivididas, sendo os fatores constituídos por três tratamentos de Basacote, um de adubo mineral e testemunha. Foram avaliadas as seguintes características: diâmetro do coleto, comprimento, número de folhas, área foliar, biomassa seca da raiz, biomassa seca aérea, comprimento de raiz, e índice de Dickson. Ao longo de 90 dias do cultivo, a fertilização Basacote 3M testada influenciou no incremento do diâmetro do coleto de Anadenanthera colubrina. Com os incrementos de comprimento houve diferença estatística entre espécies, com maior média (58,96 cm) para mudas de Tabebuia avellanedae e menor média (48,70 cm) para Anadenanthera colubrina. Para número de folhas, mudas de Anadenanthera colubrina apresentaram melhor médias (150,30). Após 180 dias do plantio, mudas que receberam o tratamento Basacote 9M obtiveram maior média (113,37). Enquanto que aos 270 dias após o plantio, a espécie Tabebuia avellanedae, obteve maiores respostas ao Basacote 3M em incrementos de comprimento. Aos 360 dias após o plantio, a diferenças foram entre as espécies com maiores incrementos de coleto (7,48mm) para mudas de Tabebuia avellanedae. A biomassa seca da raiz, não respondeu aos tratamentos, apresentando diferença entre as espécies com maior média para Tabebuia avellanedae. Biomassa seca da parte aérea, ambas as espécies não responderam aos tratamentos. O comprimento de raiz respondeu negativamente aos tratamentos, havendo diferenças apenas entre as espécies com maior média para mudas de Anadenanthera colubrina. Para variável área foliar, somente após os 360 dias do plantio, mudas de Tabebuia avellanedae, apresentaram maior média, sem interferência dos tratamentos. O índice de Dickson de ambas as espécies resultaram em ausência de efeitos significativos Esse resultado indica não existir alteração na alocação proporcional do crescimento entre os sistemas aéreos e radiculares das espécies estudadas em função dos tipos e dos tempos de liberação dos fertilizantes testados. Portanto a mortalidade de mudas após o plantio com fertilizantes de liberação lenta não induziu maior sobrevivência, os maiores incrementos para comprimento da muda, número de folhas e diâmetro do coleto foram aos 180 dias após o plantio, para o fertilizante (Basacote 3M) avaliado aos 90 dias após o plantio de mudas de Anadenanthera colubrina expressaram maior diâmetro de coleto e maior número de folhas. E as mudas de Anadenanthera colubrina foram mais responsivas aos fertilizantes de liberação lenta
Abstract: The use of fertilizers of controlled liberation is made one of the modern techniques in the raising of Young plants. However, there are few reports of its effects on the growing in native forest species in the area of ciliar dominion. It has been aimed to try different fertilizers of controlled liberation with a convencional fertilizer in the establishment of young in the field of Anadenanthera colubrine and Tabebuia avellanedae. The young plants were taken from the municipal nursey of Palotina-Pr, and they were planted in an area of ciliar dominion, by fertilization in the hole, with Basacote 3M, Basacote 6M, Basacote 9M, mineral manure in the formulation 16-08-12 (N, P2O5, K2O) with dose of 55 grams in each hole and witness. The experiment was conducted by outlining casual blocks, with subdivided portions, in which the factors were made by three treatments of Basacote, one of mineral manure and witness. It was evaluated the following features: diameter of the coleto length, number of leaves, foliar area, dried biomass of the root, dried biomass area, length of the root, and average of Dickson`s. Along 90 days of cultivation, the tested fertilization Basacote 3M influenced on the increment of the diameter of the coleto off Anadenanthera colubrine. With the increments of the length there was statistical difference amoing the species, with larger average (58, 96 cm) for the young plants of Tabebuia avellanedae and smaller average (48,70cm) to Anadenanthera colubrine. For the number of leaves, youngs plants of Anadenanthera colubrine showed better averages (150, 30). After 180 days of the plantations the young plants which received the treatment Basacote 9M, got larger average (113,37). Whereas, after 270 days of the plantation, the species Tabebuia avellanedae, got better results to the Basacote 3M in increments of the length. In the 360 days of the plantation, the differences happened among the with bigger increments off coleto (7,48mm) to young plants of Tabebuia avellenedae. The destructive analyses dried biomass of root, didn t answer the treatments, showing difference between the species with larger average to Tabebuia avellanedae. Dried biomass of the airy part, both the species didn t answer the treatments. The length of the root, answered in a negative way to the treatments, where it happened differences only among the species with larger average to young plants off Anandenanthera colubrine. To variable foliar area, only after the 360 days off the plantation, young plants off Tabebuia avellanedae, showed larger average, without interference off the treatments. On the Dickson s, both species didn t suffer big affects
Keywords: Fertilizantes de liberação lenta
Anadenanthera colubrina
Tabebuia avellanedae
Fertilizers off controlled liberation
Anandenanthera colubrine
Tabebuia avellanedae
CNPq areas: CIÊNCIAS AGRÁRIAS:AGRONOMIA
Idioma: por
País: BR
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Ciências Agrárias
Program: Programa de Pós-Graduação em Agronomia
Campun: Marechal Cândido Rondon
Citation: LANG, Aletéia. Uso de fertilizantes de liberação lenta no estabelecimento de mudas de ipê roxo e angico branco em área de domínio ciliar. 2008. 70 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Marechal Cândido Rondon, 2008.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br:8080/tede/handle/tede/1352
Issue Date: 16-Jul-2008
Appears in Collections:Mestrado em Agronomia (MCR)

Files in This Item:
File SizeFormat 
Aleteia_Lang_2008166.31 kBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.