Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/1309
Tipo do documento: Dissertação
Title: Maturidade fisiológica, tolerância à dessecação e longevidade de sementes edulis [(A. St.-Hil., A. Juss. & Cambess.) Hieron. ex Niederl.]
Other Titles: Physiological maturity, desiccation tolerance and longevity of Allophylus Hil., A. Juss. & Cambess.) Hieron. ex Niederl.] seeds.
Autor: Kaiser, Daiana Karoline 
Primeiro orientador: Malavasi, Marlene de Matos
Primeiro membro da banca: Zucareli, Claudemir
Segundo membro da banca: Malavasi, Ubirajara Contro
Terceiro membro da banca: Dranski, João Alexandre Lopes
Resumo: A identificação da maturidade fisiológica possibilita reconhecer o momento que as sementes possuem o maior potencial fisiológico e, associar a maturidade com a cor do fruto possui caráter prático, pois auxilia na identificação da época adequada de colheita. Além disso, identificar a resposta das sementes à dessecação é indispensável para o adequado manejo pós-colheita visando sua conservação. Objetivou-se determinar se a maturidade fisiológica de sementes de A. edulis é alcançada no mesmo estádio de maturação do fruto, independentemente da região de coleta e, se a colorimetria do fruto pode indicar a maturidade das sementes. Em adição, foi avaliada a tolerância à dessecação e a longevidade das sementes em condições ex situ. Para determinação da maturidade das sementes, frutos foram colhidos em Santa Helena, Entre Rios do Oeste e Guaíra-PR e classificados visualmente em cinco estádios de maturação pela coloração do epicarpo e com um colorímetro digital. As variáveis analisadas nas sementes compreenderam características morfológicas, germinação e vigor. Nos estudos de dessecação e longevidade, os frutos foram colhidos em Guaíra-PR. As variáveis quantificadas nas sementes compreenderam a determinação do teor de água (TA), massa seca (MS), razão entre a semente e seu tegumento (SCR) e a probabilidade de sensibilidade ao dessecamento (PSD). Sementes com 30% de umidade foram secas até atingirem 23%, 15%, 10% e 5% de umidade. Subsequentemente, quatro subamostras foram submetidas à germinação. Na mesma ocasião, subamostras com teores de água de 30%, 10% e 5% foram armazenadas em embalagem permeável a 20,1 ºC e 39,1% UR, por 180, 270 e 365 dias. A estabilização da matéria seca das sementes foi evidenciada em frutos com coloração laranja. Com o avanço da maturação, frutos vermelhos possuíram sementes com menor umidade, coincidindo com a máxima porcentagem e velocidade de germinação, além de gerarem plântulas com maior tamanho e acúmulo de massa. O espectro verde discriminou a maturidade nos diferentes locais de colheita. Sementes utilizadas no ensaio de dessecação e longevidade possuíam TA de 30,42%, MS de 24,99 mg, SCR de 0,27 e PSD de 7%. A germinabilidade, o tempo médio de germinação, a massa seca e o comprimento de plântulas permaneceram inalterados após à secagem a 5% de umidade. Houve aceleração do processo germinativo em sementes com TA 10% e 5%. A perda de 50% da germinabilidade ocorreu após 116 dias (TA 30%) e após 232 dias (TA 10% e 5%). Sementes armazenadas com TA 5% apresentaram menor perda em velocidade de germinação e maior crescimento de plântulas. Ao final do armazenamento houve aumento de 15% no tempo médio de germinação, redução de 13% na massa seca e 9% no comprimento de plântulas. Sementes de A. edulis com maturidade devem ser colhidas quando os frutos estiverem com coloração vermelha, independentemente do local de colheita ou, com valores de reflectância entre 28,0 a 49,2 nm na escala verde do espectro de cores. Sementes de A. edulis são tolerantes à dessecação até a remoção de 82% do conteúdo de água celular (TA 5%), com perda de 50% da capacidade germinativa aos 232 dias.
Abstract: The identification of physiological maturity allows recognize the moment that the seeds have the highest physiological and associate maturity with the fruit color has practical character, it helps in identifying the appropriate harvest time. Also, identify the response of seeds to desiccation is essential for proper postharvest handling aiming at their conservation. This study aimed to determine whether the physiological maturity of A. edulis seeds is achieved in the same maturation stage, regardless of the collection region and the colorimetry of the fruit can determine the maturity of seeds. In addition, it evaluated the desiccation tolerance and longevity of seeds in ex situ conditions. To determine the maturity of seeds, fruits were harvested in Santa Helena, Entre Rios do Oeste and Guaíra-PR and visually classified into five maturity stages by staining the epicarp and a digital colorimeter. The variables analyzed in the seeds understood morphological characteristics, germination and vigor. In studies of desiccation and longevity, the fruits were harvested in Guaíra-PR. The variables quantified in seeds comprised the determination of water content (WC), dry matter (DM), ratio of seed husk and its (SCR) and the probability of desiccation sensitivity (PSD). Seeds with 30% moisture were dried until they reach 23%, 15%, 10% and 5% moisture. Subsequently, four sub-samples were submitted to germination. At the same time, subsamples with 30% water content, 10% and 5% were stored in permeable packaging to 20.1 °C and 39.1% RH for 180, 270 and 365 days. The stabilization of the dry matter of seeds was found in fruits with orange coloring. With advancing maturity, red fruits possessed seeds with lower moisture, coinciding with the maximum germination percentage and speed, besides generating seedlings with larger size and mass accumulation. The green spectrum discriminated maturity in different places of harvest. Seeds used in the test had desiccation and longevity WC 30.42%, DM 24.99 mg, SCR 0.27 and PSD 7%. The germination, mean germination time, dry mass and length of seedlings remained unchanged after drying to 5% moisture. There accelerating germination of seeds with WC 10% and 5%. The loss of germination was 50% at 116 days (WC 30%) and 232 days (WC 10% and 5%). Seeds stored with WC 5% had lower loss in germination rate and high seedling growth. At the end of storage increased by 15% in the mean germination time, 13% reduction in dry matter 9% and the seedlings length. A. edulis seeds with maturity should be harvested when the fruits are red colored, regardless of harvest or with reflectance values between 28.0 to 49.2 nm in the green range of the color spectrum. A. edulis seed is desiccation tolerant to the removal of 82% of cellular water content (WC 5%), with 50% loss of germination to 232 days
Keywords: Vacum
Época de colheita
Maturação
Tolerância à desidratação
Armazenamento
Secagem
Vacum
Hrvest season
Maturation
Tolerance to dehydration
Storage
Drying
CNPq areas: CIÊNCIAS AGRÁRIAS:AGRONOMIA
Idioma: por
País: BR
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Ciências Agrárias
Program: Programa de Pós-Graduação em Agronomia
Campun: Marechal Cândido Rondon
Citation: KAISER, Daiana Karoline. Maturidade fisiológica, tolerância à dessecação e longevidade de sementes edulis [(A. St.-Hil., A. Juss. & Cambess.) Hieron. ex Niederl.]. 2016. 91 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Marechal Cândido Rondon, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br:8080/tede/handle/tede/1309
Issue Date: 12-Jul-2016
Appears in Collections:Mestrado em Agronomia (MCR)

Files in This Item:
File SizeFormat 
Daiana_Kaiser_20162.04 MBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.