Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/1262
Tipo do documento: Dissertação
Title: Respostas fisiológicas e controle de Meloidogyne incognita em plantas de tomateiro tratadas com soluções ultradiluídas de Thuya occidentalis
Other Titles: Physiological responses and control of Meloidogyne incognita em tomato plants treated with high-diluted solution of Thuya occidentalis
Autor: Mioranza, Thaísa Muriel 
Primeiro orientador: Stangarlin, José Renato
Primeiro membro da banca: Assi, Lindomar
Segundo membro da banca: Kuhn, Odair José
Resumo: O objetivo desse trabalho foi estudar a influência de soluções ultradiluídas de Thuya occidentalis no controle do nematoide de galhas Meloidogyne incognita em plantas de tomateiro e as respostas fisiológicas promovidas na planta. O experimento foi constituído de ensaios in vitro e in vivo. Os tratamentos utilizados foram diferentes dinamizações de T. occidentalis 6, 12, 24, 50, 100, 200 e 400CH (centesimal hahnemanniana) e a testemunha água (controle). No experimento in vitro os nematoides ficaram em contato direto com a solução de 0,1% dos tratamentos, por 24 horas para o teste de motilidade e 15 dias para o teste de eclosão. Para o teste in vivo, o experimento foi realizado em dois anos, sendo o primeiro ano em delineamento inteiramente casualizado e o segundo ano em delineamento de blocos ao acaso, ambos com oito tratamentos e quatro repetições. No momento em que as mudas de tomateiro foram transplantadas, estas foram submersas em uma solução de 0,1% dos tratamentos. Posteriormente foram inoculados 4188 ovos e 661 juvenis de segundo estágio (J2) no primeiro experimento e 4350 ovos e 700 J2 no segundo experimento. Foram realizados pulverizações semanais da solução de 0,1% dos tratamentos na parte aérea das plantas. As plantas foram conduzidas até que os nematoides completassem um ciclo de desenvolvimento. Foram avaliados o número de galhas, massas de ovos, número de ovos e J2 nas raízes, número de ovos e J2 no solo, altura de plantas, massa fresca e seca da parte aérea, volume de raiz, número de cachos, número de frutos por cacho, massa fresca e seca dos frutos e teor relativo de clorofila. No experimento de 2014, foram escolhidas as dinamizações de 6, 24 e 50CH, além da testemunha com nematoide e tratada com água e testemunha sem nematoide e sem tratamento, com quatro repetições cada, para a mensuração da taxa de assimilação líquida de CO2 (A), transpiração foliar (E), condutância estomática (gs), concentração interna de CO2 (Ci) e temperatura foliar (°C), variando-se a densidade de fluxo de fótons fotossinteticamente ativos (DFFFA). Também foi calculada a eficiência no uso da água (EUA) (relação A/E), eficiência intrínseca no uso da água (EUIA) (relação A/gs) e a eficiência instantânea da carboxilação (A/Ci) (relação A/Ci). Os tratamentos não mostraram efeito nematostático e nematicida assim como não influenciaram na eclosão de ovos para o ensaio in vitro. Já para o in vivo, em 2013, T. occidentalis 100CH causou redução na população de J2 nas raízes, assim como 200CH promoveu aumento no volume de raiz e massa fresca de frutos do primeiro cacho. Em 2014, 100CH promoveu diminuição no número de massas de ovos e J2 no solo, e influenciou no desenvolvimento da raiz, enquanto 50CH incrementou a massa fresca da parte aérea de tomateiro. As medidas pontuais de trocas gasosas não apresentaram diferença entre os tratamentos. Plantas infectadas com M. incognita e sem tratamento promoveram aumento na fotossíntese líquida e capacidade de carboxilação pela curva de resposta à luz. Já T. occidentalis 24CH inibiu o efeito de maior fixação de CO2 em tomateiros inoculados por M. incognita, proporcionando comportamento semelhante às plantas sadias em diferentes densidades de fótons. Plantas submetidas aos tratamentos homeopáticos apresentaram maior temperatura foliar. T. occidentalis apresentou capacidade de controle de nematoide de galhas e influenciou no crescimento e fisiologia do tomateiro
Abstract: The objective of this work was to study the influence of homeopathic or high diluted solution of Thuya occidentalis in the control of root-knot nematode Meloidogyne incognita in tomato plants and physiological responses promoted in the plant. The experiment consisted of in vitro and in vivo assay. The treatments were different dynamization of T. occidentalis 6, 12, 24, 50, 100, 200 and 400CH (centesimal hahnemaniana dilution) and the water (control). In the in vitro experiment nematodes were treated with 0.1% homeopathic solution of the treatments for 24 hours for the motility test and 15 days for hatching test. For the in vivo test, the experiment was carried out in two years, the first year in completely randomized design and the second year in a randomized block design, both with eight treatments and with four replications. At the moment that the tomato seedlings were transplanted, they were submerged in a 0.1% solution of treatments. Subsequently were inoculated 4188 eggs and 661 second-stage juveniles (J2) in the first experiment and 4350 eggs and 700 J2 in the second experiment. Were performed weekly sprays of 0.1% solution of the treatments in the shoots of plants. The plants were cultivated until the nematodes complete a development cycle. We evaluated the number of galls, egg masses, number of eggs and J2 in the roots, number of eggs and J2 in the soil, plant height, shoot fresh and dry weight, root volume, number of clusters, number of fruits per bunch, fresh and dry fruit weight and relative chlorophyll content. In the 2014 experiment were chosen the dynamizations 6, 24 and 50CH, and the control with nematode and treated with water and plants without nematodes and without treatment, with four repetitions each for the measurement of photosynthesis rates (A), stomatal conductance (gs), transpiration (E), internal CO2 concentration on leaf (Ci) and leaf temperature (Tleaf) varying the photosynthetic photon flux density (PPFD). It was also calculated the efficiency of water use (USA) (A/E), intrinsic water use efficiency (EUIA) (A/gs) and the instantaneous efficiency of carboxylation (A/C). The treatments did not show nematostatic and nematicide effect even did not influence in hatches eggs for in vitro assay. To the in vivo assay, in 2013, T. occidentalis 100CH caused a reduction in the population of J2 in the roots, as well as 200CH promoted an increase in the volume root and fruit fresh weight of the first bunch. In 2014, 100CH caused a decrease in the number of egg masses and J2 in the soil, and influenced the development of the root, while 50CH increased the fresh weight of shoots of tomato plants. The specific measures of gas exchange did not differ between treatments. Plants infected with M. incognita and without treatment caused an increase in the net photosynthesis and the carboxylation capacity for response curve to light. Already T. occidentalis 24CH inhibited the effect of increased CO2 fixation in tomato plants inoculated with M. incognita, providing similar behavior to healthy plants in different densities of photons. Plants of homeopathic treatments showed higher leaf temperature. T. occidentalis showed control capability of root-knot nematode and influenced in tomato growth and physiology
Keywords: Solanum lycopersicum L.
homeopatia
nematoide de galhas
controle alternativo
respostas fisiológicas
densidade do fluxo de fótons fotossintéticos
metabolismo fotossintético
Solanum lycopersicum L.
homeopathy
alternative control
physiological responses
photosynthetic photon flux density
photosynthetic metabolism
CNPq areas: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
Idioma: por
País: BR
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Parana
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Produção Vegetal
Program: Programa de Pós-Graduação em Agronomia - Nível Mestrado
Citation: MIORANZA, Thaísa Muriel. Physiological responses and control of Meloidogyne incognita em tomato plants treated with high-diluted solution of Thuya occidentalis. 2015. 62 f. Dissertação (Mestrado em Produção Vegetal) - Universidade Estadual do Oeste do Parana, Marechal Cândido Rondon, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br:8080/tede/handle/tede/1262
Issue Date: 25-Feb-2015
Appears in Collections:Mestrado em Agronomia (MCR)

Files in This Item:
File SizeFormat 
Thaisa_Muriel_Mioranza.pdf2.12 MBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.