Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unioeste.br/handle/tede/1239
Tipo do documento: Dissertação
Title: Crescimento e produção de rúcula (Eruca Sativa L.) em função dos espaçamentos e da época de cultivo
Other Titles: Growth and productivity of arugula (Eruca Sativa L.) as a function of spaces and growing seasons
Autor: Gonçalves, Edilaine Della Valentina 
Primeiro orientador: Klosowski, élcio Silvério
Primeiro coorientador: Echer, Márcia de Moraes
Segundo coorientador: Tsutsumi, Cláudio Yuji
Primeiro membro da banca: Rezende, Roberto
Segundo membro da banca: Guimarães, Vandeir Francisco
Resumo: Com o objetivo de fornecer ao horticultor informações sobre a melhor época de cultivo e o melhor espaçamento entre plantas e entre linhas, visando obter maior rendimento e qualidade das plantas de rúcula cv. Bella foram conduzidos dois experimentos na Unioeste, Marechal Cândido Rondon-PR. O primeiro experimento foi conduzido na época de primavera/2011, outono e inverno/ 2012, visando avaliar o crescimento das plantas de rúcula. O segundo experimento foi conduzido durante a primavera/2011, verão, outono e inverno/2012, avaliando o desempenho produtivo da mesma. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados, em esquema fatorial 3x2, com quatro repetições. O primeiro fator constituiu-se de três espaçamentos entre linhas (0,20; 0,25 e 0,30 m) e o segundo de dois espaçamentos entre plantas (0,05 e 0,10 m). A cultivar de rúcula utilizada foi a Bella. Primeiro experimento: os maiores valores de área foliar, massa seca total e foliar foram obtidas nas épocas de primavera e inverno e nos espaçamentos entre linhas de 0,25 e 0,30 m e entre plantas de 0,10 m. A maior razão de área foliar foi obtida no espaçamento entre plantas de 0,10 m na época de primavera, de modo que nos cultivos de outono e inverno houve somente efeito de época para esta característica. A área foliar especifica foi maior no espaçamento entre plantas de 0,10 m na época de primavera, de modo que no outono e inverno houve somente efeito de época, sendo no outono obtido maior valor para a variável. A taxa de crescimento absoluto foi influenciada somente pela época de primavera. No outono verificou-se efeito dos espaçamentos entre plantas, sendo o maior valor obtido no de 0,10 m. Durante o cultivo de inverno houve efeito dos espaçamentos entre linhas de 0,25 e 0,30 m e entre plantas de 0,10 m, sendo estes os tratamentos que obtiveram melhores resultados. Para a taxa de crescimento relativo verificou-se efeito das épocas de primavera e inverno. Na época de outono os melhores resultados foram verificados para os espaçamentos entre linhas de 0,20 e 0,30 m, que apresentou efeito significativo e entre plantas de 0,10 m. Com relação à taxa de assimilação líquida houve efeito das épocas de outono e primavera, sendo que os maiores valores da taxa foram obtidos na época de outono. A maior taxa de crescimento foi obtida no espaçamento entre plantas de 0,10 m. Segundo experimento: houve efeito da época para altura de plantas, sendo verificadas plantas mais altas na primavera e inverno, cujos valores não diferiram estatisticamente. O diâmetro das plantas foi maior no cultivo de inverno, diferindo das demais épocas. A maior área foliar das plantas foi verificada durante a época de primavera. As plantas mais altas foram encontradas no espaçamento entre plantas de 0,05 m, cujos valores diferiram dos observados no espaçamento de 0,10 m. Não houve diferença de área foliar e diâmetro de planta para os diferentes espaçamentos entre plantas. Com relação ao espaçamento entre linhas não foi verificado diferença estatística para área foliar, número de folhas e diâmetro das plantas. O desdobramento de épocas dentro de espaçamentos revelou que o maior número de folhas, massa fresca total e foliar foi obtida no espaçamento entre plantas de 0,10 m, e ao desdobrar os espaçamentos dentro de épocas, as maiores médias foram obtidas na primavera. Com relação à produtividade o desdobramento de épocas dentro de espaçamentos mostrou que a maior produtividade na primavera, verão e inverno foi obtida no espaçamento entre linhas de 0,20 m, enquanto que no cultivo de outono o melhor espaçamento para o cultivo de plantas de rúcula foi no de 0,25 m. Desdobrando espaçamentos dentro de épocas, os melhores resultados de produtividade foram obtidos na primavera. A maior produtividade da cultura de rúcula foi encontrada no espaçamento entre plantas de 0,05 m
Abstract: With the goal of providing informations on the best growing season and the best spacing between plants and rows, and in order to achieve higher return and quality of arugula cv. Bella, two experiments were led in Unioeste Marechal Cândido Rondon PR. The first experiment was performed in spring 2011 and autumn and winter 2012, aiming of evaluate arugula‟s growth. The second experiment was realized over spring 2011 and summer, autumn and winter 2012, evaluating the productive performance of arugula‟s plant. The experimental delineation used was a randomized block with four replications in a 3x2 factorial arrangement. The first factor was consisted of three spacings‟ row (0.20, 0.25 and 0.30 m) and the second factor was consisted of two spacings between the plants (0.05 and 0.10 m). The cultivar used was Bella arugula. The first experiment: the highest value of leaf area and total leaf dry mass were obtained in the spring and winter seasons with spacing between row of 0.25 and 0.30 m and between plant‟s spacing of 0.10 m, so that on crops of autumn and winter seasons there was only seasonal effect to this feature. The specific leaf area was higher in spacing of plants with 0.10 m in the springtime, so that in autumn and winter there was only seasonal effect and obtained greater value for the variable in autumn. The absolute growth rate was influenced only by the spring season. In the autumn was verified effect of plants‟ spacings, with highest value of 0.10 m. During the winter crop there was effect of row spacings of 0.25 and 0.30 m and between plants of 0.10 m. These treatments have obtained better returns. About the relative growth rate there was effect in the spring and winter. The best results were obtained for the row spacing of 0.20 and 0.30 m during the autumn and presented a significant effect in plants of 0.10 m. Concerning the rate of net assimilation there was seasonal effect of the seasons of autumn and spring, with the greatest rate values obtained in autumn. The highest growth rate was obtained in plant spacing of 0.10 m. The sencond experiment: there was seasonal effect in plants‟ height, so that was verified taller plants in the spring and winter with values that did not differ statistically. The diameter of plants was higher in the winter, differing from the other seasons. The largest leaf area was noticed during the spring. The taller plants were found in plants‟ spacing of 0.05 m whose values differ from those verified in the spacing of 0.10 m. There was no difference in leaf area and diameter for different spacings. There was no difference in leaf area and diameter of plants for different plants‟ spacing. With regard to the row spacing was not found statistically significant differences for leaf area, leaf number and diameter plants. The unfolding of the interaction between seasons and spacings revealed that the highest number of leaves and total leaf fresh weight was obtained in plant spacing of 0.10 m and in the unfolding spacings in seasons, the highest average were obtained in the spring. Regarding productivity, the unfolding in spacings showed that the greater productivity in the spring, summer and winter was obtained in the spacing of 0.20 m, while the better cultivation spacing was 0.25 m in autumn. Unfolding the spacings in seasons, the best productivity results were obtained in the spring. The greatest productivity of arugula‟s cultivation was obtained in plants‟ spacings of 0.05 m
Keywords: Hortaliça folhosa
Brassicaceae
Densidade de plantas
Ambiente
Growth analysis
Plant density
Enviroment
Development
Photosynthesis
CNPq areas: CIÊNCIAS AGRÁRIAS:AGRONOMIA
Idioma: por
País: BR
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Sigla da instituição: UNIOESTE
Departamento: Centro de Ciências Agrárias
Program: Programa de Pós-Graduação em Agronomia
Campun: Marechal Cândido Rondon
Citation: GONÇALVES, Edilaine Della Valentina. Crescimento e produção de rúcula (Eruca Sativa L.) em função dos espaçamentos e da época de cultivo. 2013. 70 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Marechal Cândido Rondon, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.unioeste.br:8080/tede/handle/tede/1239
Issue Date: 22-Feb-2013
Appears in Collections:Mestrado em Agronomia (MCR)

Files in This Item:
File SizeFormat 
Edilaine_Gonçalves_20131.13 MBAdobe PDFView/Open Preview


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.